Quem sou eu

26/11/2009

Droga é uma droga - RAP DO CARETA - Susie Sun (Somos 78)



Ciranda: RAP DO CARETA(Susie Sun) está também hospedado no site www.sollua.com.br (página com a participação de todos os autores : http://www.sollua.com.br/142009/ciranda_naoasdrogas.htm )


Este problema é um problema que afeta a todos nós direta ou indiretamente, afetando radicalmentenosso futuro como sociedade humana. Para os que tem sites e blogs ajudem a divulgar, usando a net de forma construtiva, pois é um grande instrumento de transformação social.

Muito Obrigada!

Susie Sun



1-Susie Sun 2-Marcial Salaverry 3-Sol Lua© 4 Ruben Alves Vieira - 5 Laura (SC) 6 Ilka Bosse 7 Carmem Lúcia Carvalho--8 Naidaterra-9 Elizabeth Misciasci.10-Roze Alves 11-Ataide Lemos12-Edson Carlos Contar-13Vera Gelas-14 Reinaldo Silva- 15- Heloisa Abrahão.16- Isabel Passos 17- Ana Suzuki 18- Humberto-Poeta- 19 - Regina Romeiro - 20 - Galhardo Mendes - 21 - Neide - 22-Clara da Costa-23-Vanderli Granatto 24-Paulo Nunes Junior 25- J.Ronaldo (Jr)26-Simone Borba Pinheiro27-Luiz Gonzaga Bezerra -28Maria Elena Sancho - 29- Maria Petronilho - 30 - Regina Guarnieri - 31 - Sandra Galante - 32 - Maria Luiza Bonini 33- Bruce A. McMahon 34-Lúcio Reis 35-Antonio Cícero da Silva 36-Cláudia Fanaia Dorst 37-Zenaide Giovinazzo 38- Josette Garcia 39-Silsaboia 40-Lizete Abrahão 41-Célia Jardim 42-Anna Peralva 43-Mava 44-Sonia Nogueira 45-Carmo Vasconcelos 46-Silvia Giovatto 47-Renate Emanuele 48-Maria Inês Simões 49-Samuel Freitas de Oliveira 57-Marlene Vieira Aragão58- Marco Antônio 59-Ninita Lucena 60-Nancy Cobo 61-Cássia Vicente 62-Rodrigo Cézar Limeira 63-Itana Goulart 64-Olga Matos 65-Itana Goulart 66-Carmen Lúcia Carvalho 67-OlgaMatos 68-Luiz Gonzaga Bezerra69-Eliete A. S. Bezerra70-Sara Rafael 71-Hortense divavid 72- CARMEN/RJ73-Eri Paiva 74-Angela Moura 75-Dorinha Yoshinaga76-Laura B. Martins77-Natália Vale 78-JANINHAMELL




RAP DO CARETA (Susie Sun)

Sou careta?
Legal é estar doidão ou de cara cheia e sair dirigindo por ai...
Atropelando, ferindo e aleijando pessoas no trânsito.


Sou Careta?
Legal é doidão ou de cara cheia, sair transando com todo mundo
Sem eira nem beira, afinal é tudo corpo feito carne pendurada
Na vitrine do açougue e de brinde, quem sabe,
deixa a aids de presente.
Uauuuuuuuuuuuuuuuu !

Sou careta?

Legal é doidão ou de cara cheia ser um irresponsável e inconseqüente
Que não sabe o que diz, palavra não passa de ciranda
E assim iludir, brincar e mentir pra toda gente, até gente
Que ama ou acredita no doidão, ferindo e ainda rindo,
no caminho para a próxima vítima.

Sou Careta ?
Legal é doidão ou de cara cheia, sem freios nem senso
ferir com violência física levando o Brasil nas estatísticas
como um dos primeiros na questão de violência contra a mulher.

Sou careta?
Legal é doidão que financia a indústria mais suja,
suja de sangue humano:

O NARCOTRÁFICO

E faz isso pra ficar numa booooaaaaaa pode crer...
Em cima da morte e destruição de centenas de humanos
E famílias destruídas pelas próprias mãos.


SOU CARETA ? PÔ !

(Susie Sun)


NÃO FAÇA DA SUA VIDA UMA DROGA, MAS ACIMA DE TUDO,
NÃO FAÇA A VIDA DOS OUTROS UMA DROGA.





NÃO ÀS DROGAS



“Adote seu filho, antes que um traficante o faça”...
Por um fui adotado, para minha desgraça...
Tenho que dizer não às drogas,
pois já nem sei quem sou...
Vejo o mundo,
todo imundo.
Que faço aqui?
As pessoas passam por mim,
e não me olham. Enfim,
só ocupo um lugar...
Vivo drogado,
sou um viciado...
Minha vida desgraçada,
pelo vício atrapalhada,
totalmente perdida...
Atrapalho a passagem,
perdido na viagem,
em que eu mesmo embarquei...
Sumido na voragem
de tudo que me cerca.
Ver-me não quero,
se me vejo, me desespero.
Cansei... Perco-me no mundo,
que continua imundo...
Não consigo dizer não às drogas,
E a droga, transformou
a vida numa droga...

(Marcial Salaverry)

Poema inspirado no depoimento de um rapaz de
23 anos, já no estágio terminal do vício, colhido
ao vivo em seu leito de hospital.




NÃO ÀS DROGAS... ao PÓ DOS SONHOS

Pó dos sonhos...
tristes sonhos...
em pesadelo se transformando,
vidas vão levando...
Adote seu filho,
antes que um traficante o adote,
e sua vida inteligência embote...
Juventude se acabando,
as energias vão findando...
Pó do pesadelo...
Pó, que se solidificando,
vai em túmulos se transformando,
e as vidas vão ceifando...
Triste juventude mal vivida...
mal iniciando, acabam, com a vida,
adotada que foi pelo vício...
Triste ilusão,
que leva à total consumição,
destruindo vidas,
que mal começam a ser vividas...
Pó da ilusão, que poda a vida...
Uma fuga da realidade,
mas que de verdade,
deixa a vida destruída...

(Marcial Salaverry)



DROGA! Que Droga ...!?
Sol Lua©


Sinta o sol que aquece, a Lua que enaltece...
Afinal, é a vida... Que permanece!
Sol Lua©

A vida, nos traz muitos sentidos.
Parentes, amigos, trabalho...
No dia a dia, a vida faz mais humanos.

E encontramos a razão
verdadeira de viver... E viver bem
É o segredo da vida!

Jamais deixar que as drogas,
os vícios sejam mais fortes...
E assim entrarem em nossos corpos...

Observamos como é a existência
de pessoas que se deixam levar...
Ou se deixam consumirem pelas drogas.

É fácil entrar em uma vida,
que aparentemente traz prazer...
Traz tranqüilidade...

Mas esta vida não é real...
Quando o ser se deixa envolver
por substâncias tóxicas e ilegal.

O que leva uma pessoa a se viciar?
Falta de amor? Falta de carinho?
ou seria falta de um verdadeiro lar?
Nada disto pode ser a causa...
Pois, a quem tudo isto tenha...
E mesmo assim, preferem se drogar...

Não é possível saber a razão exata.
Quem se droga, nunca deixa claro
o motivo que o leva a se matar...
E assim vai morrendo aos poucos,
E não adianta a gente tentar falar.

E assim, quem tem alguém viciado na família,
sofrem todos, pois todos indiretamente
ficam envolvidos, mesmo que secretamente.

Por mais que amor tentamos dar.
Ainda assim é insuficiente...
A pessoa que se droga...
Faz mal também a gente.

O diálogo, o amor muitas vezes resolvem...
Dizem os terapeutas a todos.
Mas o livre arbítrio é individual...
E é este quem pesa no final...

Só vive a vida com tranqüilidade...
Quem diz não as drogas...
E assim consegue ser feliz de verdade!!!

Sol Lua©




ILUSÓRIO?


Euforia,
prazer,
satisfação,
êxtase total...
Sensações diferentes,
estranhas
a despertar anseios
e curiosidade
pelo desconhecido.
Primeiro contato,
Suor pelo corpo,
o estranho passa a ser
tão conhecido
e um mundo novo
passa a ser deslumbrado,
vivido...
Espuma na boca,
olhares vermelhos,
sons desparelhos
imitando o falar.
Gestos desgovernados,
desritmados
de animal caminhar.
A falta,
ausência,
dependência infinita,
a sede
por mais, mais...
Ilusório?
Esse mundo talvez,
mas real
é a morte prematura
de vidas sem ser vividas
que a droga fez...
Desfez.

Ruben Alves Vieira



Prá que drogas?????????

Querido e amado Marcos

Tenho tentando falar com você da maneira que eu sei fazer, com muito carinho, respeito e principalmente amor. Porém, não estou conseguindo chegar ao seu “eu” e fazer com que você entenda uma porção de coisas as principais são.

1.-) Tenho um enorme carinho e amor por você;
2.-) Você não está dando valor a nada nesta vida;
3.-) Você é um ser humano especial e maravilhoso;
4.-) A Vida é um dom, um sopro de existência;
5.-) Precisamos cuidar da nossa vida e do nosso corpo;
6.-) Nossa mente precisa ser limpa e verdadeira para que possamos ter uma vida feliz e saudável;
7.-) Dentro de nós existem vários “eus” você precisa ouvir e dar valor para aquele que quer o seu melhor;
8.-) Nunca deixe as coisas ruins da vida serem vencedoras e prejudicarem seu viver;
9.-) Você precisa saber valorizar quem quer o seu bem;
10.-) Se você não tomar uma atitude imediatamente, talvez em algum tempo não existirá mais volta. Você perderá a direção a rédea de sua própria vida.

Querido se eu fosse numerar todas as razões, todos os porquês, todas as emoções que sinto ao pensar em você e em sua vida... Seriam estas numerações infinitas... Mas quero deixar nesta carta registradas as principais, para que um dia quando você realmente parar para pensar, você entender um pouco de mim, das minhas atitudes, com relação ao carinho que sinto por você.

Marcos, não me conformo de ver o que se passa com você, uma pessoa linda e perfeita, um ser humano que teria tudo para ser plenamente feliz, você esta jogando fora sua vida e o amor das pessoas que te rodeiam. Você acha correto isso?

Quando te conheci, você passou a ser meu mundo...

Pensei que a alegria a felicidade pudesse ter batido em minha porta e enfim eu seria a pessoa mais feliz deste mundo. Mas relembre já em nossas conversar no virtual, você sempre foi evasivo, escorregadio e nunca me dizia a verdade. Nosso encontro real de sonho bom passou a ser um sonho mau, quase que insuportável. Ver você embriagado, drogado, foi a pior coisa que eu poderia ter visto na minha vida, e os dias que separei para ser imensamente feliz, foi uma espécie de dias, daqueles que a gente quer mudar algo, mas ter valor e sentido e aprece que eu não consegui. Os dias que poderiam ter sido os mais felizes de minha vida, poderiam ter se transformado em dias de pesadelos sem fim, caso tivesse acontecido um acidente, ou mesmo se eu tivesse visto você perder a sua vida em minha frente, nunca mais eu conseguiria estar bem comigo novamente. Hoje, eu me pergunto... Como pude consentir em vivenciar o que vivenciei e viver aqueles cinco dias, aceitando o que você impunha. Agora, aqui em minha casa eu compreendo, quem tem amor, um pingo de amor no coração, não faz as coisas que você faz. Quem tem um mínimo de respeito por si, e o mínimo de respeito por outro ser humano, não faz jamais o que você faz. Veja, não estou te criticando, pois em minha formação, eu aceito e acredito que cada ser é responsável por aquilo que faz. Cada um escolhe sua maneira de viver... É tão fácil dizer não as drogas, é tão fácil dizer sim a vida... Mas você não consegue... Por quê? Isto é claro... Não consegue porque não tem o mínimo de amor dentro de você.
Eu em minha infinita humildade, quis dar um pouco de amor para você, quem sabe preenchendo um pouquinho de seu ser com meu amor, puro e verdadeiro, você conseguisse encontrar forças... Para enfim ter uma vida feliz e saudável. Mas... Seu alimento é drogas e bebidas, você não quer se alimentar de amor e esperança de ter dias felizes.

Marcos, quero deixar claro que como ser humano eu te respeito muito, tudo o que digo não é maneiras opcionais de se viver. Eu por exemplo... Não quero em minha vida derramar qualquer tipo de adrenalina em meu corpo... Não preciso disto... A paz que eu conquistei é muito mais importante... O Amor que tenho para dar e oferecer é o essencial, não quero trocar isto por preocupações, por tristezas... E eu jamais faria isto com minha vida. Adrenalina exagerada, drogas, bebidas, levam ao desconforto físico, as doenças... A depressão, síndrome do pânico. E veja o caminho que você esta escolhendo para si...
O motivo de eu te escrever estas linhas, é para que você veja o quanto gosto de você... O quanto quero ver você feliz e saudável. Gostaria de apagar o que presenciei com você, apagar tudo o que vi e senti, e no lugar colocar esperanças... Vida enfim. Você é uma pessoa inteligente... Sabe que a química transforma o organismo, a mente e a vida das pessoas... Levando-as por caminhos que difícil se faz o retorno... Mas eu sei que você pode encontrar forças e voltar a ter uma vida saudável, longe de tudo que faça realmente mal para você.
Te amo muito , mas minha vida eu sei é um dom... Um dom inexplicável... Como viemos parar neste mundo... Só mesmo pela força de um poder maior, e eu não vou decepcionar este poder maior, me dopando de calmantes para agüentar a vida tão maravilhosa que este Alguém superior me deu. Passei dias de horrores com você e para apagar isto de minha mente só com muita força de vontade... Se eu tivesse a esperança de que estes dias que passei ao seu lado, serviriam para dar algo de bom para você, ai sim teriam valido a pena...
Não posso contar a meus filhos o que houve, porque sei que eles me amam e tomariam uma atitude da qual eu não ficaria feliz... Eu me preocupo muito com você.

Mas tenho minha vida, e dou valor a ela...

Veja o que você fez agora, comigo e com você... Após seções de desintoxicação você volta para o mesmo mundo de destruição... Não posso e não vou compartilhar com isto. Sofro... Porque não é racional ver alguém querido fazer o que você faz consigo mesmo. Mas pelo jeito não estou conseguindo atingir você lá dentro de você mesmo, tanto que você prefere as drogas a mim... Você prefere acabar com você a ter uma vida saudável, feliz...

Marcos chega um momento na vida da gente que é preciso fazer escolhas, no meu entender, no meu querer daria tudo para ver você feliz e longe de tudo que te prejudica... Mas você tem o controle de sua vida, não eu... Tenho que respeitar os caminhos que você escolhe... Mesmo não sendo aqueles que eu sonhei ver você trilhando... Não tenho acesso a sua vida 24 horas por dia, e você não é bebê de colo, que a gente conduz por onde é seguro. Você faz a sua vida: Ser e acontecer.

O que tenho visto não está me deixando feliz... E eu tenho controle de minha vida... Preciso ser feliz porque sei... O tempo é veloz... E é preciso ser feliz neste tempo que nos foi concedido... Eu escolho uma vida feliz e saudável para compartilhar com todos ao meu redor... Amor e felicidade.

Você sempre será bem vindo a este meu circulo de vida... Porém, se... Você tiver forças para preferir o amor, a esta vida que leva... De drogas, bebidas... Mentiras...

Como te falei tenho um carinho muito especial por você, te procuro porque penso ainda poder colocar um pouco de amor dentro de você, e com este amor você possa conseguir forças para sair da vida que leva...

Mas vejo que não estou conseguindo, isto ficou claro pelo último contato que tivemos... Penso nas ligaçôes no celular e cada vez mais me convenço... Olho onde fica claro que você prefere as drogas a mim... Então caio na real... E só me resta te dizer...

Querido ... Tenho um carinho muito especial por você, e muito amor dentro de mim... Amor que é vida... Vida saudável... Vida feliz...

A escolha é sua... Você escolhe os caminhos por onde chega a sua felicidade, se você não pode e não quer me incluir neste caminho... Então eu respeito e aceito...

Seja feliz a sua maneira de ser... Eu serei feliz a minha maneira de ser...

Sei que se algum dia você escolher caminhar por onde eu caminho... A gente se encontra.

Com carinho e respeito,


Aquela pessoa que só quer o seu bem... mas que acima de tudo ama a vida e quer ser plenamente feliz,
Laura (SC)



Careta? Rap? Droga?
Ilka Bosse

Um pó, sem dó, alicia
De graça à desgraça
o "crake" vezes cachaça
Vicia...
gole a gole a cada dia...
Alienante!
Avante, ao amigo a agonia
Corpo na penumbra ao léu
da rua experimenta o fel
sem poder ver, ...no auge
a mão que se estendia...
Segue no hoje a ocultar-se
na curva de outra via...
Cadê a vida? ...onde ficou
a inteligência de outrora?
Também o brilho dos olhos
cadê? ...também foi embora!
Agora?
Tire-me daqui!
Já não sinto...
O que no passado senti
Ronda a morte
nas mãos encardidas
Vejo ao lado...
Vidas estendidas...
Tire-me daqui!
Só desta vez...
Sinto-me um "trapo"
DESGRAÇADO

Ilka Bosse
Bailarina das Letras
Blumenau-SC-Brasil-02/10/2009-03:30hs.
ilka.bosse@terra.com.br



A Primeira Vez

(Carmen Lúcia Carvalho)


"Na primeira vez foi com o intuito de experimentar.

Estava down, havia brigado com meus pais...Eles pensavam que sabiam tudo, que eram os donos da verdade...Sempre com aqueles conselhos que me causavam enjoo.

Então quis sair dessa...Aceitei a primeira, a segunda, a terceira e depois já não me lembro quantas vezes mais. E nunca mais saí dessa. Comigo levei minha família, meus entes amados, que passaram a viver um calvário, assistindo a minha destruição.Usei todas as drogas possíveis e imaginárias.Roubei, matei para pagar os traficantes que me forneciam aquilo que não conseguia mais viver sem...fazia parte de mim.Adquiri Aids.Nem isso me fez parar. Entrei na mais profunda depressão.Caminho sem volta.

Queria ter forças para reverter a situação, mas meu organismo implorava pela droga.

Cheguei em casa de manhã a fim de roubar qualquer coisa que pagasse esse maldito vício e vi minha mãe, de joelhos, a orar por mim.Vi que havia envelhecido uns cem anos e em seu rosto uma dor sem tamanho.Então decidi acabar com o sofrimento de todos, inclusive o meu.

Estava na hora do trem passar, ali pertinho de casa. Fui até ele e quando estava bem próximo de mim, me atirei de encontro a ele.

*Essa história é verídica. O jovem deixou um bilhete dizendo que por não conseguir deixar as drogas, iria dar fim a sua vida.E se atirou na linha de trem.





JOÃO, NO CHÃO...
(UM CASO VERÍDICO)

João era um menino de apenas 10 anos de idade,
terceiro filho de uma uma renca de cinco...
Doces eram os olhos do menino que mesmo
com a pouca idade, lutava contra o vício
de seus pais, bebida e cocaina...
Certo dia, João presenciou seus pais de joelhos
diante do traficante implorando por uma dose,
não havia dinheiro...
Por uma dose, seus pais ofereceram suas
duas irmãs, pobres meninas indefesas...
João, perdeu o brilho doce do seu olhar,
a mágoa e a dor o tranformou num menino
cheio de ódio, sentimento que gerou
o desejo de vingança...
João, sabendo dos lugares que o tal traficante
frequentava para vender a "desgraça",
escolheu uma noite e uma hora para
encontrá-lo, armado com uma faca,
aproximou-se do "demo" e o atingiu
com um golpe que não o matou,
dando tempo para o desgraçado executá-lo
com oito tiros...
O "demo" ficou curado do ferimento da facada,
continua nas ruas desgraçando vidas...
A família de João, ninguém sabe
ninguem viu...
E João, numa noite escura,
no chão...

NAIDATERRA



O Drama Enfrentar a droga administrando

Por Elizabeth Misciasci

A preparação para a vida não é de suma importância é literalmente essencial, mesmo tendo por vocação o ato “agradar e amar” os filhos é necessário estabelecer limites.

Ensinar valores e sem abusos exagerados de autoridade, mostrar que tudo se inicia com diálogos, sem esse tipo de “lição de casa”, que reflete em cumplicidade e confiabilidade, a probabilidade de ver um futuro fracassado é muito maior.

Claro que em toda regra há exceções, no entanto é melhor pecar com sabedoria, do que sofrer e ver um (a) filho (a) renunciar a vida, em virtude do uso de drogas e suas agressivas, impositivas e destrutivas conseqüências.

Acreditando que consumindo drogas estará dentro do modismo que é a grande "onda” às vezes, sem orientação, experiência e em alguns casos até mesmo por vaidade, pessoas desnorteadas, abrem espaços pra atrair platéias... Pois existe a necessidade de ser "o cara" ou "a mina".

Encarnando um personagem, maquiando a personalidade fraca que tenta disfarçar, (e que pode atingir várias faixas etárias, não só os jovens e adolescentes) muitos fazem uso delas, para fugir de si próprio.

Traçar um perfil das razões que possam levar um ser humano a cometer tamanha barbárie com sua vida, a vida de seus familiares e amigo querido é difícil, mais sofrer cruelmente as conseqüências da dependência que rapidamente se adapta no organismo, isso sim é fácil.

Um tempo atrás, entrevistando um usuário de drogas e um ex-dependente químico, conclui que de comum em ambos, existia na fase que antecedia o consumo, a certeza de que aquele tipo de conduta era o que sempre os colocava "pra cima", momento em que as dificuldades passavam a ser coisas do passado...

Em nenhum momento, existia a menor possibilidade de se vislumbrar a míngua, mesmo porque para estes, o acesso ao "avião" (avião é a pessoa que serve de ponte entre o traficante e o usuário) tendo em espécie o suficiente para a compra, era ter os "instrumentos necessários à mão".

Vivendo de uma realidade imaginária, relataram que sob os efeitos proporcionados pelas drogas, sempre "antenados" sentiam que possuíam o poder sobre todas as coisas, como se fossem os guardiões das portas do céu e na inadmissível ausência, era impossível controlar uma descompassada irritação. Irritação esta, que transformada em violência, levou muitos aos cárceres e a morte.

Acreditar que sem ofertar prevenção antes que o agente pule em um abismo, pensar que este tipo de problema só acontece com os outros nunca em nossos lares estruturados, ensaiar formas de “fazer vista grossa” ensejando se ter criada imaginação fértil gerada por nossos medos é arriscado. Não admitir que possa estar ocorrendo algo incomum para não enfrentar um drama, ignorar pensando que é apenas uma fase temperamental ruim, patrocinar recompensas para “tapar” culpabilidades, é extremamente perigoso.

Bem como improvisar discursos incoerentes dentro do âmbito vivenciado, enfim, produzir situações acreditando que desnecessário se faz buscar ajuda, que com a fala pretensiosa não se perde a deixa e se muda por si só a destrutiva realidade, é pedir para continuar “perdendo” com a tendência de se ver agravar cada vez mais o que já esta danificado.

Tratar um dependente químico, não é disfarçar que seu problema pode ser comparado a um simples resfriado. Lidar com um ser altamente viciado, não é “desafiar” medir força e autoridade para ver quem pode mais. Cuidar de um (a) drogado (a) requer que se esteja sempre acordado, mesmo que este seja alguém que um dia muito lhe amou.

Vivenciar com usuário (de qualquer tipo de drogas) é um desafio é conviver e sobreviver com um “estranho” e, por mais difícil que seja aceitar, o problema necessita ser tratado conforme a sua extensão.

Nada é impossível nem irrecuperável, porém, não se pode brincar de ser “Deus” pois quem reage assim, precisa repensar sua visão de mundo.


Dizer não ás drogas, NÃO BASTA!

Por Elizabeth Misciasci



AMIGO

Roze Alves

Umas poucas palavras do tudo quanto se tem a falar sobre essa infelicidade...



"Hoje é festa lá no meu ap"...

O som rolando alto

Os pais em casa, seguros

Seus filhos estão na casa de amigos

Festa de família, irão buscá-los na saída

O LOBO MAL está na festa, se fartando

Vestido de CHAPEUZINHO VERMELHO

E seu filho come a maçã envenenada...

Confundi as histórias infantis? Não, seu filho

Ele que ficou doidão, misturando tudo...

Você o pega na saída, o acha eufórico

Foi a festa que estava boa, pensa

Você o acha normal, NORMAL?

Você conhece seu filho?

Seu cheiro, sua voz, a maneira como ri?

As drogas vêm em forma de presente

Embrulhada em PAPEL DE SEDA

Eles acham lindo, depois...

Sorte dos que têem um depois

Atenção GALERA, huahuahua

AMIGO é aquele que diz não às DROGAS e a você

AMIGO conta para os seus pais que você CONSOME

Antes que você SUMA para sempre, e todos chorem...



Amanhecer-M

RJ:03/10/2009




Drogado
Edson Carlos Contar

Sem rumo, nem prumo.
Sem norte ou destino
Cruel desatino
Me faz só vagar
E a vaga do tempo,
Não traz um alento
Que apague o tormento
No meu caminhar

Em que pese o juizo
Sem peso preciso,
Ainda é lembrança
Teu vulto mulher...
Me toca a memória
O fim de uma história
Deixada no tempo,
Num canto qualquer.

Se foi realidade,
Na insanidade,
Eu busco a verdade
Da tua existência...
Mas tudo se perde
No éter sombrio
Que empola e agrava
A minha demência.

Na poeira do tempo
E no pó fantasia,
Eu sei que um dia,
Amores vivi
E se fostes verdade
A cruel realidade
É pensar que pra sempre
Então, te perdi .



Drogado
Edson Carlos Contar

Sem rumo, nem prumo.
Sem norte ou destino
Cruel desatino
Me faz só vagar
E a vaga do tempo,
Não traz um alento
Que apague o tormento
No meu caminhar

Em que pese o juizo
Sem peso preciso,
Ainda é lembrança
Teu vulto mulher...
Me toca a memória
O fim de uma história
Deixada no tempo,
Num canto qualquer.

Se foi realidade,
Na insanidade,
Eu busco a verdade
Da tua existência...
Mas tudo se perde
No éter sombrio
Que empola e agrava
A minha demência.

Na poeira do tempo
E no pó fantasia,
Eu sei que um dia,
Amores vivi
E se fostes verdade
A cruel realidade
É pensar que pra sempre
Então, te perdi .



Não, e não!!!

Heloisa Abrahão



Inocente coisa nenhuma.

Coitadinho foi levado...

Mentira!!!

Teu caminho é tu que escolhes.

Todos sabem muito bem a consequencia.

Deixa de hipocrisia...

DROGAS, só tem um caminho,

Largo, brilhante, envolvente...

Que se transforma em pouco tempo,

Em estrada de espinhos,

Faz doer, faz sangrar...

O viciado perde a censura,

Vira um boneco morto-vivo,

Numa triste história.

Para que experimentar o que já está comprovado?

Droga, teu verdadeiro nome é demônio,

Teu legado é depreciação e demência!

Não entra nessa, não seja mais um desgraçado.



Heloisa Abrahão(SC/2009)




SOU CARETA...
Isabel Passos

A droga nunca bateu à minha porta...
Sou careta...
e isso que importa?
Sempre escolhi a Vida,
preservei a saúde,
o respeito por mim,
e pelo mundo
A segurança e a dignidade
de uma família,
a minha comunidade.
A meus filhos dei o exemplo,
porém, sei que sempre é tempo...
Basta começar
para com a vida, agonizando, acabar...
Toda a vida fui careta, e careta quero continuar...



DURA LEX, SED LEX

Penso em números. Se drogas são apreendidas às toneladas, é porque o número
de usuários é imenso. O negócio é ilícito mas dá dinheiro e proporciona
prazer imediato, não importa se vai custar a dignidadede seu filho, seu irmão, seu
ente mais querido, por inteligente que ele pareça ser. Quem já dialogou com um
drogado sabe que a resistência não vem do raciocínio, pois o dependente o usará
para apontar as leis erradas, as incertezas de sua vida, o estado calamitoso em
que vive o mundo etc. Há uma lógica no que ele pensa. E quem lhe proprocionou
essa lógica não foi só o traficante ou o amigo da onça - fomos todos aqueles que,
num momento ou noutro da vida, lhe demos a impressão de que a Lei - tanto a dos homens como a da natureza - não precisa ser respeitada.

Ana Suzuki




VÍCIOS
Humberto Rodrigues Neto



Evita, amigo essa infeliz neurose
de ver na droga um falso lenitivo,
nem faças da bebida a anabiose
de ti mesmo, num transe depressivo.

Só vais lembrar que o "inócuo" aperitivo
foi causa dos teus males, dose a dose,
ao sentir, num espasmo convulsivo,
quanto dói uma hepática cirrose!


Se não mais ouves de tua mãe a prece,
me permite dizer o que acontece
quando a loucura anda a catar otários:

não, não vai ela à igreja e às sinagogas;
vai recrutar seus sócios voluntários
nos devotos do álcool e das drogas!




Não as drogas
Regina Romeiro

Não as drogas
A viagem é outra
Em espaço aberto ou recluso
Em turma ou casal
Prazer é da alma
Encontro alento conforto

Não se compra mentiras
Fadigas do corpo, desgraças
Desalmadas ofertas
Liquidam vidas, solidificam traumas
Complexos sentires
Só penas



MEU DEUS...
Galhardo Mendes

Deus, meu pai...
Ilumina a mente
dessa gente doente
que corre para um imundo
e profundo mundo...



Mãe de dois filhos dependentes quimicos

Sou mãe de dois filhos dependentes quimicos e estou há mais de 15 anos como cordenadora do AE.E uma luta árdua onde eles levatam e caem com muita frequencia.Com as atitude que eu aprendi a tomar nesses 15 anos e não consegui
tirá-los das drogas .Foram mais de 10 internações .Semana passada um deles foi internado mas conseguiu fugir não sei aonde ele se encontra .No meio de alguma
favela qualquer se drogando ou morto .Estou escrevendo aqui com coração muito apertado .Uma luta tão dura que penso em desistir de tudo e ir embora .
Me pergunto muitas vezes aonde fui que eu errei? Quem me ler e estiver com mesmo problema vai me entender . Essa mensagem não pode ficar parada vamos rodar e mostrar o quanto faz mal essa droga maldita que está destruindo famílias .
Fiquem com Deus .

Neide (Porto Alegre)



DIGA NÃO...
AOS "PARAÍSOS ARTIFICIAIS"!!!

Clara da Costa

No começo, é apenas um remédio para dormir,
para emagrecer, para a depressão.
No começo é apenas uma bebida de final de
semana..."beber socialmente".
No começo é apenas experimentar algo que
altere a consciência, que nos faça fugir dos
problemas em família, da sociedade, do mundo,
por insatisfação.
De repente, tanto a senhora problemática, como
o homem insatisfeito ou o adolescente "curioso", estão
vivendo o pesadelo da dependência química.
Simplesmente vivendo a ilusão de que essas drogas
que alteram a consciência, vão deixá-los mais
felizes, mais longe dos problemas...
Muito pelo contrário!

No momento em que fogem de si mesmos, através desses
paraísos artificiais, estarão entrando numa prisão sem grades,
numa prisão que sufoca, que domina seu ser...e,
para sair disso, é preciso muita força de vontade,
muito amor por si próprio.

Só quem vive ou já conviveu com um dependente químico,
sabe o quanto essas pessoas sofrem, são infelizes,
quando caem na realidade amarga, que fugir não adianta.
Por isso querem mais, cada vez mais e, cada vez mais
sofrem, assim como fazem sofrer os que estão à sua volta.
Um problema social, onde a familia é de vital importância...
onde o diálogo sincero e realista, poderá evitar males maiores.
Quem cai na ilusão dos paraísos artificiais, são pessoas
extremamente materialistas, que não se conscientizaram ainda,
que estamos nesse mundo para crescermos espiritualmente, que
o corpo deve ser cuidado, mas muito mais cuidado deve ser
nosso espírito, mesmo porque nosso corpo é perecível e nossa alma eterna.





Droga! Pra quê?

Vanderli Granatto


Na juventude a irreverência,o desafio ao prazer.
No adulto mal direcionado na vida, a insensatez.
Se drogar! Por quê?
Ambição em decifrar tudo?
Que tudo é esse?
Se droga pra esquecer as misérias, pra satisfazer um ego doentio?
Alegria exacerbada, ânsia de querer ser diferente, ou igual aos outros,
ânsia de sobressair ou de se igualar a grupos que mal sabem o que querem?
Talvez somente creiam que a felicidade está aquém da normalidade de atitudes.
Com a aceitação de qualquer influência externa, o futuro que lhes esperam é tão somente a dor, o horror.
A primeira experiência e depois as demais...
Aí criou-se o círculo vicioso...
A dependência os leva à loucura, dificil se torna, o retorno à normalidade.
A força mental foi aniquilada e quem comanda agora é o instinto.
Enquanto a sociedade critica, mais o indivíduo se afunda
na profundeza da droga criando situações inusitadas.
Como conter a insensatez, o desequilíbrio?
Enquanto a sociedade não educa, mais jovens penetrando no sub mundo das drogas.
Se torna irreverente quando drogado e pode ser assistido por outros, mal informados e formados, carregando também estes, para o mundo imundo,
com consequências trágicas.
A sociedade não o entende e ou fecha os olhos.
O mal avança, de criança, passa a ser jovem, de jovem a adulto num piscar de olhos, como se fosse mesmo, um produto adulterado.
Na dependência, a irresponsabilidade dele, família, sociedade só restando esperar pelo final infeliz.
Trágico fim.
A busca por algo maior, o deixa o menor entre os menores.
A hora urge, ele tem que viver o agora, nem que seja, para sucumbir pelas proximas horas.
Que ironia é essa?
Grande parte da juventude degenerada.
O mundo real onde está?
Pais, escolas, sociedade; perde-se soldados, por não combater o mal?
Rompe-se o elo do bem, pois o bem, não foi devidamente repassado.
O mal avança, ninguém detém.
O conformismo é afronta e ninguém afronta o mal?
Estáticos, estarrecidos ficamos diante de situações que ninguém quer vivenciar.
É deveras triste, saber que alguém da família se prejudica e pode estar prejudicando outro. Paralisa-se, mas temos que tomar atitudes para sair em busca benefícios ao doente e família.
O mal avança e implacável derruba o jovem, que não será o idoso com doses elevadas de testemunho de glórias e honradez para repassar às futuras gerações.
O amanha pertencerá a quem?
Como será o amanhã?
Façamos uma reflexão que reflita valores, façamos um leque de opções aos jovens.
O jovem sonha, ajudemos desde a tenra idade, cultivemos o mundo real.
Ensinemos o caminho do bem, pela fé, pelo carinho, pelas atitudes claras e convictas.
Vamos sociedade, unamo-nos!
Quebremos os muros ideológicos do mundo irreal.
Fora interesses de consumismos exacerbados, do querer, por querer...
Façamos entrar em nossa casa o bem pela união, respeito, conhecimento da verdade, honradez...
Que possamos um dia ouvir da boca do jovem:
- Droga! Pra quê?

Vanderli Granatto
04/10/2009
Botucatu/SP

Publicado no Recanto das Letras
Código do texto T1848311



FALSA PRINCESA!


Vem ela de mansinho com boas referências...
Apresentada por um daqueles que sente como grande amigo,
Ela chega em momentos de tristeza e
desperta o interesse e a curiosidade das almas mais ingênuas,
daquelas que vivem em busca de sorrir, de quebrar a timidez.
Ela promete noites fantásticas, que os problemas sejam esquecidos.
Com suas várias faces,
reveste ao gosto de qualquer um que acredite em seus encantos,
batizada com vários nomes e alguns dizem:
- Esta é uma princesa pura, vale mais...

E joga seu servo conquistado no fundo de fantasias,
(em que ele se acha senhor absoluto de tudo).
Aos poucos domina suas entranhas, tomando-lhe a personalidade,
e cobra de seu servo cada vez mais...
Este, em desespero passa a assaltar, roubar, agredir, fingir, mentir.
Abandona a Deus passa a ser ateu,
e só a esta senhora lhe rende tributos.
Esquece de mãe, pai, (que passam a ser vistos como seus inimigos),
desconhece ter irmãos e passa a servir só aos demais servos da princesa,
E, seu “grande rei” do tráfico,
o que faz com que o poder da mesma se alastre em todas as nações...
Assim, aquele que era liberto torna-se escravo.

Começa, então, uma luta sem limites de pais e amigos para salvá-lo da
senhora,
mas ele foge de todos, não acredita em mais ninguém a não ser na senhora
fidalga.
Chega um instante, que já tomado pelo falso encanto,
de cidadão torna-se procurado como marginal e vai ao encontro da cova...
Mais um servo a princesa entrega às trevas.
Outras vezes, ela faz outros caminhos entregando seu servo às grades...
Mas, em outras...Através da persistência e do amor ela é derrotada.
E ai sua face aparece, e o servo então pode perceber à tempo,
Que tratava-se de uma bruxa maldosa e não de uma princesa.
Nestes caminhos de luta constante contra esta maldita princesa
estive presente durante a minha vida, auxiliando a muitos destes servos
a se libertarem desta maldosa senhora...
Meu único instrumento para isto o Amor! Meu Mestre Deus!

Paulo Nunes Junior




DROGAS
JRonaldo-JR



Como em drogas falar
Se não olhar no próprio lar ?
Uma árvore deficiente
Não irá dar um fruto decente

Mas não vamos só aqui ficar
E em outros pontos também tocar
Responsabilidade não é somente dos Páis
Mas também dos governantes desse País

Não vamos procurar culpado
Cada um olhe para o seu lado
Como está a nossa plantação
Resultado de cada ação

Pensamentos nefastos nos ares
Não menos nos lares
Temos que alterar o semear
E lá dentro mudar

Nódulos de psiquica energia
Para todo lado irradia
Acobertando-nos nos espaços
Presos em nossos próprios laços

Vejamos o panorama mundial
Jamais vímos algo igual
É o resultado de cada pensamento
Pense nisso nesse momento

A responsabilidade não é somente individual
É de todos os homens em geral
Tudo que existe foi ( é ) pensamento de alguém
Estamos todos no mesmo trem

Deixo uma pergunta no ar
Afinal por que se drogar ?
Por que nessa bengala apoiar
Se deveremos tudo recomeçar !!!

Orai e Vigiai
São Palavras do Meu Pái
Não há ponto com nó
Afinal, somos feitos do mesmo pó
até...



Na Boca da Noite
Simone Borba Pinheiro

Quando entra a madrugada escura e fria,
uma nova porta se abre
para um mundo obscuro e duvidoso,
de frequentadores perdidos no seu próprio eu.
São ratos da noite
que preenchem a escuridão
com seus dons malígnos,
rastejando no esgoto da maldade,
poluindo o ar com suas ervas malditas,
ceifando vidas vazias,
já sem esperanças,
roubando o ar e a alegria
sugando o sangue
de vidas alheias,
como vampiros sedentos
de ódio e comiseração.
Ratos da noite, nojentos, rastejantes,
disseminando ódio,drogas,
roubo e prostituição,
algemas do mundo,
num tempo de dor e lágrimas,
derramadas no planeta.
Seres pérfidos, algozes
que vivem e sobrevivem
da boca da noite,
que abre suas portas
acenando com um sorriso sedutor
como serpente pronta
para dar o bote fatal.
Fique atento!
Não se deixe seduzir
pelas armadilhas da boca da noite!


Data: 19/09/03
www.familiaborbapinheiro.com




RAP DO CARETA CONTO CONTIGO.

Sentado maluco no chão
Abandonado pela sociedade
Vibrando rindo descalço
Inalando o vento em fumaça
Mitigando um abraço
Casual, fatal, falta pão,
Falta amor, solidariedade, paz,
Vontade dos homens compadre
Falta vida educação igualdade.
Chora o pai se maldiz a mãe
Vendo seu filho caindo irmão
No crack na erva da sociedade
Falta Deus no meio da multidão.
Meninos, meninas no chão,
Loucura ou não! To aqui,
To doidão, cheirando cola,
Sem destino pedindo esmola.
Maltrapilho sem destino perdido
Na rua fumando ligado sem lar
Esquecido sou lixo sou vida.
Olha o luxo o defluxo do bacana
Lá em cima na gravata luxando
Sem se importar com os irmãos
Decaídos no ópio da maldição.
To aqui sou ser humano mal vestido
Sou viciado não tem sentido quero vida
Quero viver olhe pra mim não sou bandido
Quero parar de inebriar-me conto contigo
Sociedade, políticos e você meu amigo.

Luiz Gonzaga Bezerra.






Droga

hombres como demonios
prometen un momento de olvido
de paz vendiendo eso que es la solucion
Dogra que engaña y destruye
cometes errores,matas y te matas a ti si la consumes
como a los que te aman no sabes
del daño hasta "el despues"
Vive tu vida con problemas o sin ellos
es vida como la de todos
vive una vida limpa de drogas
NO TE DESTRAYAS ,NI DESTRUYAS
NO A LAS DROGAS.

Maria Elena Sancho




Triologia

PARA VOLTAR DE UMA VIAGEM PERDIDA


I

Cosmo Fechado

picos de gelo e de fogo
trespassam-te
de lado a lado.
tudo é nada.
uma snifada
a picada indolor da agulha.
vives visões.
teu universo nublado.
escorregas
tudo é escorregadio e pardo
vais tonto
vais perdido de todo
náufrago sem estrela
a vaguear no teu cosmo.


II

A Caminho de Lugar Nenhum


é dia pleno
mas cerras os dentes de medo.
vives na vertigem
suspenso.
furas a noite impávido
vais no escuro
supões que vais afoito
de punhos enclavinhados.
Vais no imponderável
desequilíbrio
rente aos prédios
encolhido
ultrapassando as negras entradas
tremendo
- se salta de lá o terrorque levas dentro?!
vives na margem de um rio
mas o rumor da água passando
soa-te ao ruir do mundo.
olhos baixos
não vão vê-los
e a ti neles!
insano os ergues
enodoados
espiando todos os lados
como um camaleão.
- ai pudesses tu
passar assim disfarçado!
tem-te-não-caias
lá vais tu
tremelicando
a caminho
de lugar nenhum…



III


Sê!


gritam-te as sombras
inventadas
em todas as esquinas.
caminhas acéfalo
caminhas desvairado
não sabes para onde vais
nem por onde vais
perdeste tudo
porque perdeste a magia
do sonho
e o sonho é tudo!
sonhando rir-te-ias de ti mesmo
dos fantasmas que inventas
acordado-dormindo.
nem chegam a quietar-te os momentos
que te dariam os sonos
mesmo se inquietos.
perdeste-os.
perdes-te de ti e dos outros.
quem serás?
aonde vais?
e chegarás?

Nada!
Nunca!
Jamais!

desgraçado de ti
corre!
não pares!
não olhes para trás!
aguenta, que és capaz!
lança-te!
estende o olhar
abre os sentidos
e vê.
apanha os teus cacos resgatados
e sê!



Maria Petronilho
www.maria-petronilho.net






PESADELO SEM FIM

Hoje consegui dormir...
Depois de tantos anos,
Hoje consegui, fechar meus olhos,
e descansar...
Lembro como se fosse ontem,
Quando por brincadeira,
na roda de amigos,
resolvi experimentar,
meu primeiro "baseado".
Que "viagem"...
vomitei tudo o que tinha no estômago,
minha mãe preocupada com o salgadinho,
que posso ter consumido na rua... (risos)
Meus "amigos" me disseram que me acostumo,
e depois fica melhor...
Nossa ... minha primeira "carreira",
muito leeegggaaaalllll,
acordei somente quando a festa já tinha terminado,
mas tinha vários amigos comigo na mesma onda.
Minha mãe, achando que fiquei estudando,
me perguntou qual carreira desejo seguir...
quase cai na gargalhada.
Um "cara" falou que dá para diluir...
e injetar... dura mais.
Não sei de onde apareceu aquela seringa...
foi dezzzzz.
Minha mãe quer saber se bebi alguma coisa alcoolica... piada.
Não sei como cheguei em casa...
Só me lembro de chegar na festa, e alguém me dar um copo...
não sei nem quem era... nem o que tinha... apaguei.
Liguei para alguns amigos, mas nenhum deles foi a festa...
Preciso parar ... a rapaziada está sumindo...
Fiz novos "amigos"...
Eles me adoram... deixaram eu pagar a conta...
Acordei na calçada do lado de fora ...
sozinho...
Onde estão meus novos "amigos"?
Já não sei o que é casa...
A muito não apareço por lá,
minha mãe e meu pai, só me "enchem o saco".
Amigos? Faço novos toda noite...
É só ter dinheiro para pagar a conta...
Mas ... algo está estranho... me sinto doente...
Não consigo mais me lembrar das coisas,
Não sei nem aonde foram parar aqueles tênis legais que eu tinha,
o som do meu carro, meu notbook,
na verdade nem meu carro sei onde está...
Tenho sonhos estranhos, com sirenes,
armas, policia... parece um filme.
Meu pesadelo está pior...
escuto vozes, dizem que atirei numa mulher,
que matei uma criança...
Nem arma tenho???
Digo a mim mesmo que é só um pesadelo...
Mas não consigo acordar...
Vejo muita gente de branco...
será passagem de ano?
Olha... minha mãe e meu pai...
um policial conversa com eles...
minha mãe chora...
nossa... nunca vi meu pai chorar também.
Escuto uma oração ao meu lado...
Acho melhor fechar meus olhos...
para sair desse pesadelo...
Finalmente consigo descansar...
Mas nunca mais acordar...

Regina Guarnieri
out/2009





Ah! que droga...
Sandra Galante.

Ela chegou e a muitos drogou e droga
Levando nossos filhos por tortuosos caminhos
Mudando destinos sonhados pelos pais desesperados
Pais que sonharam e lutaram sempre o melhor pelos seus filhos...
De quem foi a culpa?
Ao meu ver de ninguém, cada um de nós precisa de experiências
como vacinas a nos imunizar para outras vidas...
Lição para as duas partes:
Pais desenvolvem o seu amor e se mantém afastados da droga, pais e filhos se imunizam para futuras encarnações.
Eu acredito que nada acontece ao acaso e tudo tem um porque nesta vida.
Portanto cabe a nós a compreensão e sermos solidários aos que passam por este
momento cruel.
Lembrando que, viciados todos somos em maior ou em menor grau...
Temos o vicio da malidicência,do egoísmo. do orgulho e etc...
Portanto, oremos uns pelos outros como filhos de um único Pai que somos,criando assim, uma corrente positiva de pensamentos a favorecer estes que passam por este aprendizado de dor.
Só o amor, a paciência e a amizade poderá fazer reverter este quadro temporário.
Pais, o meu amor e o meu carinho...dependentes da droga: Vocês podem sair desta!
Muita força e muita paz para todos.




O ALGOZ DA JUVENTUDE

Vivenciamos uma época em que assistimos à destruição de
grande parte da juventude, pelo maior de todos os algozes.
Infiltrados em todos os tentáculos da sociedade
dominam as mentes e alimentam os inescrupulosos ávaros
que dela se comprazem pelo poder financeiro imensurável
que hoje detém.
É uma luta desigual em que não existem armas capazes de
destrui-la.
O sofrimento causado pela dissolução das famílias
geram neuroses incuráveis.
Os poderosos que governam não conseguem
ver que a destruição da juventude é a derrota do futuro de uma nação.
A dor da perda de filhos, vítimas das drogas,
soa como um soldado morto traiçoeiramente,
em uma guerra insana em que sabemos , por antecipação, quem serão os vitoriosos.
Bendizemos a Deus pelos que conseguem passar
pelos atalhos da vida, ilesos.
A união para que o mundo encontre uma solução,
se faz premente.
Não há em nossos dias, vírus mortal mais potente do que a droga.
Ela continua e continuará se disseminando aos nossos olhos
sem que, impotentes, possamos fazer nada.
Desabafo agradecido de uma mãe careta que
teve como único aliado, Deus - que inspirou com sabedoria seus filhos
para conseguirem, milagrosamente, atravessar esse mar de lama, ilesos.
Rogo por todos os filhos vítimas do pior de todos os algozes
A DROGA !

Maria Luiza Bonini

05.10.09

www.marialuizabonini.com.br




O Problema Real

Todos nós temos lido, escutado e provavelmente escrito bastante sobre os problemas associados às drogas. Alguns de nós provavelmente conhecemos um indivíduo ou então um membro da família que sucumbiu ao vício das drogas. E então, muitas vezes, ficamos enlouquecidos tentando entender o que “Nós” fizemos de errado para que este indivíduo começasse a usar drogas.
Nós os amamos demais? Nós amamos de menos? Nós proporcionamos a eles um bom lar, alimento e boa educação? Nós ensinamos de forma apropriada sobre o respeito? Nós os respeitamos como indivíduos? Milhares de questões a mais surgirão em nossas mentes nos enlouquecendo com a culpa. Onde foi que eu errei ?
A simples resposta é: Como uma mãe, pai, irmão, irmã, tio, tia, primo ou amigo, nós não fizemos nada de errado neste aspecto! O indivíduo viciado foi quem escolheu usar drogas por razões conhecidas somente por ele próprio.
Sim, continuemos a educar as crianças sobre as drogas e os efeitos das mesmas sobre o indivíduo e suas famílias. Ensinarmos às crianças sobre as várias doenças associadas com o uso das drogas, Isto provavelmente ajudará, mas não resolverá o problema de forma integral.
O problema real é – Como eliminar totalmente as drogas.
Muitas diferentes drogas têm propósitos legais justificando sua existência, mas estes usos deveriam ser restritos ao legítimo uso médico, como no caso de anestesia local para cirurgia dos olhos, ouvidos, garganta e dores extremas. Por este motivo, nós não podemos eleminar de todo a produção do ópio proveniente da tulipa ou a plantação de coca somente para evitar que traficantes tornem a vida de outros humanos miseráveis. Muitos pacientes sofredores seriam lesados com este procedimento.
Traficantes de drogas deveriam ser forçados a se tornarem viciados com seus próprios produtos e repentinamente estas mesmas drogas serem retiradas de seu uso, deixá-lo sentir em sua própria pele a dor e o sofrimento do processo da síndrome de abstinência e então colocar este traficante na prisão pelo resto de sua vida.
B.A. Mc Mahon - California USA
Tradução – Susie Sun



RAP DO CARETA

Cada cabelo grisalho
Não são de velho espantalho
Mas na nossa cabeça
Não entra pó, só trabalho
Sadia brincalhona abeça
Somos da juventude de lambreta
Por isso, vivemos no século XX
E passamos para o XXI
Com titulo de tio careta
Não somos apenas mais um
Viver e levar a vida legal
Escolher nas mil e uma opções
Usar todas ou apenas só uma
Mas excluindo a de quebrar corações
Passar por dois séculos, genial
Logo é algo sensacional
Porém, sendo aspirador de pó
Tudo rapido vai escangalhar
Sem remedio, conserto e nem dó
Só alguns fim de semana vai ganhar
No entanto dele nada vai levar
Apenas o vazio, o viver na solidão
Sem saber olhar o sol e sua bela visão
Dando vida ao arco-iris
E para as flores a linda coloração
Farrapo de gente na avenida
Sem brilho de vida na iris
Sujo no corpo e na alma
Pela alvura da maldição
Que começa no tabagismo
Do vicio cruel o eufemismo
Entornado no copo num bar
Que lhe afasta do doce lar
É preferível ser muito careta
Não se embrulhar em alguma treta
Olhar os amigos e cantar
Livre, solto ate poder dançar
E com alegria a vida festejar.

Lúcio Reis
Belém do Pará
05/10/09



35
MOMENTOS DA VIDA
Antonio Cícero da Silva

Durante a vida,
passamos por diversos momentos...
momentos de alegria e paz,
ocasiões de tristezas e choros...
mas se soubermos aproveitar a todos,
desfrutaremos de novos conhecimentos
e absorvemos nocas noções,
para o prosseguimento da vida.
Pela travessia da vivência,
saboreamos dos doces e dos
amargos momentos...
mas se soubermos escolher a boa parte,
passamos por momentos de ternura
e tranquilidade.
Nem sempre conseguimos escolher
o melhor para nós...
mas com perseverança e pulso firme
atingiremos a bonança...


======================
36
QUEM FINANCIA A VIOLÊNCIA... QUEM ABRAÇA A PAZ
Cláudia Fanaia Dorst

Hoje não se sabe quem será a próxima vítima da VIOLÊNCIA. Você pode estar em casa descansando, no trabalho, estudando, no seu lazer, em qualquer lugar. Tudo pode acontecer.

E um dos fatores que aumenta a VIOLÊNCIA é o uso de drogas, principalmente, as ilícitas, onde o dependente precisa usar para manter seu vício.

Neste momento, que a mente perde a razão e passa por um estágio de escravidão física e psíquica, ele torna o agente principal da violência.

Em busca de suprir a necessidade do corpo e da mente, utiliza meios, em que sua busca tornará uma mancha de sangue.

Acredito, que no mundo, este seja umas das piores das dificuldades do ser humano... O VÍCIO. É claro que existem outros comportamentos e dificuldades que pioram a vida no nosso planeta. Entre eles o desrespeito a DIFERENÇA.

Depois que o organismo sente a necessidade da droga no corpo, é como se atirar para a morte, e ainda por cima, levando muitos a perecerem com seu vício, por meio da violência.

Neste momento a sociedade que anda com medo e também escravizada pela violência, reage a tanta crueldade e insensatez... Fazendo presente por meio de movimento para auxiliar quem ainda deseja viver em um mundo mais humano e mais digno.


Por meio de movimentos sociais, que se faz a conscientização do ser humano...

É claro que depois do vício será mais difícil para qualquer ser humano, ser totalmente normal, pois o cérebro já foi danificado, portanto, apenas auxílio de quem ainda acredita que pode mudar a vida destas pessoas e o esforço de quem entrou nessa sem pensar mas consequencias.

Por este motivo trabalho de conscientização nas escolas e em casa, primordial, para diminuição do uso de qualquer tipo de drogas.

======================
37
NÃO AO TRAFICANTE!
Zenaide Giovinazzo

A droga que alucina
e povoa a mente
inundando-a de ilusão,
é a mesma que destrói,
que a inteligência, corrói,
transformando em fantoche
o mais forte dos mortais,
nas mãos de traficantes
indecentes e imorais!

SP/06/10/09
======================
38
Do pó ao pó...
Josette Garcia

Onde estás, alma querida
que perdeu tão cedo a vida
a tropeçar nos próprios passos?
Onde estão meus caros amigos,
Que debruçaram nos fracassos
Trocaram real ao imaginário
Sorrisos em álbuns antigos
Ora, transformados em dores,
De vivo a morto cenário...
Mortos-vivos, buscam perigos,
Afogam mágoas, assassinam amores...
Covardes matam seus sonhos,
ao perderem seus temores...
Escondem-se da realidade
E, ao perder seus reflexos,
Seu afeto e dignidade
Em balbúcios desconexos,
Um homem caminha só...
E por caminhos sinuosos
Desenhados, feito trilha,
Trocam a própria família

06/10/2009
========================
39
ALCOOL

--Beber prejudica seu fígado
--Destrói pouco a pouco os seus neurônios.
--Te faz inchar.
--Mulheres não gostam de homens que bebem.
--Seu dinheiro some.
--Você perde objetos de valor nas noitadas.
--Você é mal-visto,e as pessoas perdem a confiança até no seu trabalho.
--Beber causa morte no transito.
--Prejudica sua vida sexual.
--Seus amigos te acham um chato.
--Sua pele fica de uma cor estranha, e vc sua,com um cheiro mais forte.
--Ninguém acredita no que um bêbado fala.
--Sua família sofre e se afasta de vc.
--Quando vc bebe demais sua voz fica feia e enrolada, e vc nem nota.
--No meio de uma conversa vc esquece aquilo que sabe tanto.
--Começa a ser desprezado por amigos que realmente gostam de vc.
--Não acredite naquele amigo que bebe com vc e que te dá a maior força para vc continuar bebendo.
--Seus problemas não desaparecerão ao beber.
Ao contrário ficarão maiores durante a ressaca.
--A bebida te tirará o animo de esportes.
--A bebida te trará solidão.
--Não é na mesa de um bar que a beleza da vida está.E sim, dentro de vc e num ambiente de amor.
--A bebida faz parecer que vc é aceito pelos amigos que também bebem.Não.Vc é aceito ,por beber com eles, visto que a maioria dos bêbados não gostam de beber sozinhos.
--Quem bebe esquece a família.
--Esquece o amor.
--Esquece a natureza e suas maravilhas.
--Não acredite nas amizades e grandes abraços pela noite adentro.Eles não te ajudarão quando vc precisar.
--A bebida pode te dar raiva.
--A bebida pode torna-lo injusto.
-- A bebida pode fazê-lo agredir alguém.
--A bebida pode matar vc.
--A bebida dá a sensação de que vc é o rei do mundo, e te dar toda a coragem de um leão.
--E a bebida fará vc sentir uma raiva imensa do mundo.
--A bebida fará vc soltar palavras infames aos que mais vc ama.
--A bebida te destruirá.
****
Antes de sair , olhe-se no espelho:
Vc é lindo! Cheio de vida! Embriague-se
com o romance, os bons papos, com o luar...
Com a deliciosa magia de amar...
Cuide de vc.
Ame-se.
Beije!Sonhe!Sorria!
Ninguém nasceu para beber.
Viva o dia dia sóbrio.
Sinta os problemas , os conflitos, enfrente-os,
ou peça ajuda, grite!
Sofra, aprenda, mas não fuga através do álcool.
Não morra!
Não há vantagem nenhuma em beber demais.
O único álcool que eu acho útil, é o que limpa vidraças.
Se não sabe beber aproveitando o sabor, curtindo um bom vinho antes de um jantar.
Então não beba!
Corra!
Dance!
Durma!
Procure as boas amizades de infância.
Procure a família.
Um cachorro,
um filme
viajar
correr o mundo
aventurar-se
tudo!
Mas por Deus não pule dentro de um copo.
Não há nada, nem ninguém lá.

Silsaboia

Drogas

Que sol vermelho
que mar azul
sou dono do mundo
amante das drogas
Maravilha! Tudo enlouquece
meu coração.
No final
Morte ou solidão..
Diga não, Diga não!

Silsaboia
=============================
40
Não!!! Às drogas!
Lizete Abrahão

Uma criança brinca, cheia de encantos
Das lendas, mitos, seio de mãe e amor;
Manhãs são como novos sonhos em cantos,
Na tarde acordam sede sem nome e dor.

Jamais pensadas, foge-lhes a menina,
Sonhando ser autora do seu destino,
Esmurra o mundo, quer ser dele heroína,
Mergulha fundo e perde-se em desatino...

Nos braços da coragem falsa, o menino,
Em busca de um lugar ao sol da esquina,
No templo que seduz, ora ao deus ferino,
Está traçado o chão; no pó a cortina...

E o vil satã se espalha em longas misérias,
No inferno da loucura a criança joga,
Lacera-lhe as cirandas e as artérias,
Na volta, mata aquele que dó lhe roga...

Morreram os sons das cantigas de rodas!
Meu grito escutem, ó homens: NÃO, ÀS DROGAS!
=======================================
41
A VIDA NÃO É UMA DROGA

Não te destruas
não deixe a droga te fascinar
ela te leva para as ruas
mas não te ensina a voltar

Não creia nas ilusões
que ela possa causar
ela não cura as decepções
é uma falsa amiga a enganar

Por pior que tudo pareça
ela jamais será a solução
antes que o mal cresça
fuja desta tentação

Se precisas encontrar uma saída
não creias que a droga vá resolver
vicia-te pois, pela vida
e goste acima de tudo de viver

Não entregue a tua
de mãos beijadas a sorte
alguém pode tirar-te da rua
menos dos braços da morte

E se acaso alguém te interroga:
Por que não experimentar?
Responda: Minha vida não é uma droga
para na lama a jogar

Célia Jardim
=================================
42
ANJO CAÍDO
Anna Peralva

Carente, órfão do amor,
sem carinho, mendigo de vida,
pobre farrapo humano.
Desgarrou-se do desfeito ninho,
mutilou os sonhos na agonia da dor.
Sem rumo, adentrou na rota do engano.
Esquecido, alma em vícios entorpecida,
pensamentos confusos, desconexos,
palavras soltas, incoerentes...
No espelho não se aceita, já repudia
seu próprio reflexo,
vê-se doente, diferente.
Ensandecido, viaja andarilho
em mundos inexistentes,
apega-se em miragens irreais
perdido, só e sem paz...
No escombro do seu mundo
julga-se fraco e impotente,
ser indigente e imundo.
Sempre diz "nunca mais"!
Já esteve encarcerado,
no auge da crise, internado...
Porém não resiste
e "nunca mais", não existe!...
Anjo caído aos pés das drogas,
asas acorrentadas, atadas
pelo demônio do submundo,
entrega-se num caminho sem volta
tornando-se pequeno, fraco e descrente.
Alucinado, precisando sair do inferno,
tenta outra vez achar o norte,
mas em cada esquina escura
existe sempre um "amigo fraterno",
que lhe ofereça o suporte.
Rendido, entrega-se à sina,
não vislumbra mais a saída.
Desiste...
Ontem achou que era escravo,
hoje guerrilheiro sente-se...
Submete-se,
há sempre um "que o apresente".
Despede-se da essência da vida,
ser abandonado, corpo doente,
entrega-se...
Despe o brilho do olhar, pede a morte,
vagueia qual barco à deriva,
despede-se da sorte.
Decepou fantasias e ilusões,
guardou-as em seus medos.
Sucumbido pelas trevas,
não mais vai à luta,
se entrega...
Em degredo se enterra, distante da luz,
nas garras das alucinações,
vê-se forte e imortal,
não mais percebe
que vegeta, num paraíso mortal.
Consome a erva amaldiçoada
sentindo-se abençoado.
Assim rastejam seus dias,
insólitos, abstratos...
Já nem sente mais o peso da cruz!
Anjo caído, atormentado,
vencido,
VICIADO...

*******

*Infelizmente uma história real,
mais uma, triste vida!
Podre mundo, onde impera impunidade,
famílias desunidas, filhos abandonados
e em cada esquina da vida
morre um anjo,
só e viciado
em sua dose fatal.*
Anna
==================================
43
Nas malhas da Droga

Ouvi um clamor desesperado
Coisa estranha o que será…
Fui espreitar de mansinho
Era um jovem, um rapazinho
Que o meu filho me fez lembrar
Nas malhas da droga enredado
Sem dinheiro para a comprar
Gemia numa agonia
Num aflição sem par

Não tive coragem para o socorrer
Fiquei paralisada, num pasmo dolorido
Que dizer a quem tanto sofre…
Como ajudar quem está perdido?

Não julgo, não condeno…
Quem sabe qual a situação
Basta Um charro, por brincadeira
Diz-se adeus à tristeza, que bela sensação
Depois a droga insidiosa
Comanda a vontade e a razão

Oh jovens frágeis e loucos!
Não acreditem que a droga é solução
Abram-se com quem vos ama
Peçam ajuda, estendam a vossa mão.

Mava
=========================
44
*Não!!! À Drogas*

Olhei o bairro de uma cidade
Irmão, matando irmão, sem dó
Doeu meu coração de verdade
Uns morrem, outros no xilindró
*
Que vida infeliz, vi na tela viva
O asfalto pintado de vermelho
Mãe, entre lágrimas, explosiva
Outras indiferentes ao espelho
*
A rua toda em silêncio abalada
Ninguém sabe e ninguém viu
O Temor rodeia a mão armada
Engaiolam as casas a vida sumiu
*
A causa mãe, de tanto guerra?
Indaga a criança muito aflita
É um pozinho branco na terra
Que bota na mente o conflito
*
São tantas as causas meu filho
Familiar, financeira e social
Que o mundo em aramadilho
Empurra a criança ao varal
*
Nunca, filho, entre nesta dança
Ela só tem inicio, tristes finais
A paz que queremos em fiança
É Deus no coração e todos iguais
*
Quando Deus habita o coração
Faz do estudo lema pra vida
Trabalha com amor dedicação
Vive feliz, terá sempre subida


SoniaNogueira
====================================
45
GUERREIROS
Carmo Vasconcelos

Jovens!
Guerreiros do infortúnio e da dor,
autómatos terrenos!
Dispam as armaduras que vos prendem
e combatam com fúria os "Venenos"
que sem piedade vos condenam
a um amanhã sem esperança!

Lutem, sem tréguas, pela vossa vitória,
batalhem com fé, denodo e ardor,
até serem chamados “guerreiros da glória”
e nunca mais:
“guerreiros do infortúnio e da dor”!

Esqueçam essa "amiga" falsa e vã,
qual Eva portadora da maçã,
que em tempos, sedutora, vos lançou
num túnel sem saída... e vos tornou
guerreiros do infortúnio e da dor!

Enterrem o passado de "Venenos",
deixem brotar de vós uma alma sã,
renascer as alegrias de criança!
E despertem, felizes e serenos,
que o vosso amanhã será de esperança!


Lisboa/Portugal/1996
http://carmovasconcelos.spaces.live.com

==========================
46
"Não!!! Às drogas"

Alucinadamente eu te amei,
fui feliz, imensamente feliz,
ao ponto de não poder viver sem você.
Te procurava em cada esquina..e
quando não te achava chegava a chorar
e a ter convulsões...
Era um amor loucura, brigava em casa
com meus pais, vendia coisas...
Precisava de você, como o ar que eu respirava.
Eu te amava, como te amava!
Esse amor durou quase uma vida,
agora, nós nos separamos...acabou!
Aos meus 20 anos,
não tenho animo para mais nada,
minha vida está acabando pouco a pouco.
Me encontro hoje, num quarto de hospital,
meus pulmões estão afetados,
acho que estou na terminal...
Sei que vocês querem saber, quem foi a minha amada.
Vou dizer esse nome pela última vez.
Cocaína,
foi esse o nome do meu grande amor!
Agora eu digo, Não às Drogas...
só que pra mim já é tarde demais.
P´ra você, não!
Viver é preciso! Se drogar é opcional!
Diga Não às Drogas e VIVA!
A vida é um presente de Deus.

faffi
(Silvia Giovatto)
06/10/2009
=============================
47
FILHO DESEJADO
Renate Emanuele

A inocência resplandece no olhar
Quando nasce, o tesouro dos pais
As alegrias e felicidades a sonhar
Dores e tristezas lhes trará jamais

E quando cresce a doce criança
Outras formas e olhar em seu rosto
A vida tem outro rumo, outro gosto
E surge então uma nova esperança

O orgulho de seus pais suponho
Depois alcança a fase da mocidade
Novos sonhos de seus pais a felicidade
Futuro de um grande homem, o sonho

Mas eis que tudo muda num repente
Alguém barra sua vida, seu caminho
Drogas oferece e sua vida em desalinho
Toma para si um mundo pouco atraente

Torna a vida dos pais uma tortura
Pega e vende o que não lhe pertence
O maldito vício o derruba e o vence
Já não trata seus pais com brandura

Tarde quando nada pode ser feito
Seu triste fim não pode ser evitado
E lá se foi um lindo filho amado
Doce anjo desejado, o bebê perfeito
======================
48
MADRUGADA...


Três da manhã... Um baque surdo...

Um grito abafado... Um caminhão que foge. Uma moto que cai...

Dois corpos na rua. Somente os corpos.

Um veículo pequeno carregava duas vidas drogadas,

dois namorados em plena balada.

Se não fosse hoje, seria amanhã...

Pois, suas existências baseavam-se no básico baseado,

de uma adrenalina tipo: portal do além.

Encontraram a entrada.



---------------
Maria Inês Simões - Bauru/SP.
www.mis.art.br
============================
49



EI, VOCÊ AÍ... PARE!!!

Sá de Freitas


Ei, você aí... Pare!!!
Está andando por caminho errado...
O rumo certo é outro, meu amigo.
Há um precipício logo à frente...
Não caia nele... Volte agora.
Você é muito importante para Deus,
Para a humanidade, para o mundo e para você mesmo.
Então não se extermine por tão pouco.
Pare antes que seja tarde
E não consiga mais retornar.
Essas viagens que está fazendo
Não o levarão a lugar algum,
A não ser à miséria, à degradação e à loucura.
São viagens enganosas que provocam miragens,
Nas quais você definha o corpo,
Corrompe a mente e compromete o espírito.
Se não parar, não viverá,
esse viver, nunca será o mesmo.
Será apenas farrapo humano,
Um vegetal sem ter vontade própria
E sem forças para ser gente.
Pare antes que a vida pare em você...
Não transforme a sua existência numa droga,
USANDO DROGAS... PARE!!!!!!!!!!!!
=
Samuel Freitas de Oliveira
Cônsul dos "poetas Del Mundo"
Em Avaré - SP - Brasil

======================

50
O anjo que caiu no inferno
(Abel Reginatto)

Um menino, de 52 cm., nasceu em novembro de 1984; o quarto filho homem de um casal bem estruturado e feliz. Seu nome já estava escolhido, Ângelo. A chegada desse bebê, no entanto, foi difícil porque o despreparado pediatra o tirou dos braços da mãe e, sem uma toaliha ao menos, o colocou na gelada balança para saber seu peso. Ele sofreu um choque térmico e quase faleceu, seu apgar foi considerado zero. Graças à experiência do médico clínico geral que atendeu ao parto, após dezoito dias de clausura com agulhas enfiadas por toda cabecinha do bebê, um milagre ocorreu na frente do pai que pediu férias em seu trabalho para acompanhar o filho durante 24 horas de cada um dos dezoito dias e sempre conversando com ele como se aquela figurinha pudesse entender que o pai pedia que ele vivesse pois precisava da vida dele para que a sua tivesse razão de continuar; as enfermeiras que por ali passavam, disfarçadamente, secavam as lágrimas. Enquanto isso a mãe, que teve parto gemelar na segunda vez que engravidou, recuperava-se com dificuldade e desconhecia sobre as dificuldades que o pequenino atravessava. Mas tudo passou.

Um ano e meio depois, esse menino quase morreu com um ataque de asma numa época em que os hospitais estavam em greve. Seus pais rodaram com a buzina à louca pela cidade de Porto Alegre, de hospital em hospital, para internar a criança que já estava ficando com cor arroxada. No último hospital que chegou, desesperado, o pai agarrou um médico pelo pescoço e lhe disse que se o filho morresse ele ia junto. Num instante surgiram médicos, enfermeiras e seguranças, mas o garoto foi atendido e salvo e nunca mais sofreu desse mal. Era uma criança muito linda e, pela evidente semelhança, o chamavam de João Paulo II.

Os pais educaram os quatro filhos da mesma forma, nenhum era privilegiado, mas em função dos problemas que Ângelo enfrentara desde o nascimento acabou recebendo um carinho um pouco diferenciado que acabou sendo positivo, tornou-se uma pessoa dócil e incapaz de ferir emocionalmente alguém; era adorado pelos amigos e parentes. Foi o único dos quatro filhos que nunca levou uma palmada sequer porque não dava motivo para tal. Certa vez, quando tinha quatro anos, o pai elevou a voz energicamente com ele, o que o fez chorar e contar para a mãe que havia apanhado do pai.

Com o passar do tempo foi crescendo de todas as formas, principalmente nos estudos e até no trabalho; não incomodava nem em casa nem fora, era um verdadeiro anjo como seu nome já diz no idioma italiano.
Tudo ia muito bem até que aos vinte e dois anos de idade sua mãe descobriu que ele andava faltando às aulas na Faculdade de Direito e já estava no sexto semestre. Daí para frente seus pais começaram a observá-lo e a seus amigos. Quando inquirido se não assistia aulas, pela primeira vez o viram mentir e ficaram muito tristes. Em seguida descobriram que ele já vinha fumando maconha e cheirando cola. Os pais ficaram desesperados. São da geração injustamente rotulada de "sexo, droga e rock and roll" e jamais usaram drogas, mas sabiam que essa maldição estava tomando conta dos jovens nos dias atuais. Procuraram se acalmar e tratar o assunto de frente com o filho, olho no olho; ele continuou mentindo. Sentiram que a coisa era séria e difícil de lidar.

Dos vinte e dois aos vinte e quatro anos do rapaz, os pais tiveram de enfrentar a fúria dos irmãos, a indiferença e o medo dos parentes e amigos e a luta para tirá-lo do vício. Foram oito internações intercaladas com roubos caseiros de todos seus familiares e de objetos como televisor, aparelho de dvd, batedeira, roupas, faqueiros, bibelôs, vasos, peças de porcelana e de cristal, duas batidas de carro contra carros quase zero quilômetro, butijão de gás, tudo o que se possa imaginar e até o inimaginável, além de saques com o cartão da mãe com valores expressivos, já era um usuário de crack e pitico. Ele literalmente quebrou seus pais, em todos os sentidos. Dois filhos se mudaram e o outro já estava casado.
Na oitava internação seus pais o colocaram na Clínica São José, a melhor de todas; um verdadeiro "spa" a fim de passar por acomanhamento psicológico e psiquiátrico, palestras e desintoxicação. Seu pai lhe disse: "Se, desta vez tu fujires vamos desistir de te assistir". Ele prometeu que não o faria até porque adorou o lugar. E assim foi. Permaneceu lá por um mês, conforme o combinado. Quando seus pais o buscaram, ouviram felizes os elogios dos psiquiatras, psicólogos e atendentes, além dos colegas de infortúnio. De acordo com o psiquiatra proprietário da clínica ele precisaria de apenas mais três meses de clausura em sua própria residência junto, com o acompanhamento semanal de um psicólogo e o tratamento com determinados remédios específicos para seu caso. Como incentivo, sua mãe mantinha sempre estoques de refrigerantes, bolachas recheadas e barras de chocolate que, segundo o filho, ajudavam a segurar a fissura. Sendo assim ele deveria, no total, permanecer quatro meses sob cuidados. Não seria fácil para ele nem para os pais, mas estes estavam embuídos em curá-lo.

Ontem, dia sete de outubro de 2009, há poucas horas, ele aproveitou um vacilo dos pais e fugiu. "Meu coração está sangrando" - disse a mãe ao marido. O coração dele também sangrava, mas preferiu acalentar a esposa. Por volta das duas horas da madrugada já do dia oito, há meia hora, ele reapareceu quase sem nada no corpo a uma temperatura de doze graus. Seus pais lhe mandaram entrar e lhe prometeram que ao amanhecer eles o internariam naquela mesma clínica que ele gostou. Ele respondeu: "Não, vim aqui porque preciso de vinte "pila" para pagar a droga e os "cara" já me encheram de "soco". O pai disse que nada lhe daria, mas mais uma vez o convidou a entrar para tomar um banho, comer alguma coisa e deitar em sua cama para, de manhã o levar para a clínica. Ele ignorou o que o pai disse e pediu então cinco reais. O pai insistiu que nada lhe daria. Sem dizer nada ele lhes deu as costas e se foi. Seus pais sabem que até o amanhecer poderão receber uma notícia horrível e se sentem impotentes diante da situação. Na semana passada, um jovem de família classe média alta foi encontrado próximo de uma pequena ponte, numa rua de grande movimento, enforcado e pendurado pela corda com o corpo inerte e os olhos esbugalhados.

Esses pais que sempre foram fortes de corpo, mente, fé e esperança, agora estão envelhecidos, magoados, com a fé se deteriorando e a esperança é apenas um palavra que consta no dicionário. Seu maior desejo é o de não ver o mesmo acontecer com os filhos e netos de seus amigos, de seus parentes e até dos desconhecidos. Acreditam que os políticos não dão a menor importância para o problema e nem imaginam como isto está crescendo assustadoramente entre jovens das maiores capitais até os mais longínquos povoados. A iniciativa privada já perdeu as rédeas, não consegue mais debelar essa catástrofe. Se o governantes de todos os âmbitos não assumirem logo essa questão ela acabará se tornando irreversível e então será o caos; o país será constituído por um povo de zumbis, uma sub-raça.

Os pais, embora ainda tenham os outros três filhos, perderam todas as referências divinas; apenas sabem que seu anjo caiu no inferno!
============================
51
NAS MALHAS DA DROGA...
Carmen Cristal

Apagaram-se as luzes, o Sol não brilha mais!...
Ouço teus ais, vejo a tua agonia, sinto horror...
Mas não um horror de exclusão e sim um horror
De quem percebe que o outro está sendo destruído...
O Mundo!... O Mundo... O que é o Mundo?...
Palco de tantas tristezas!... O abocanhar a fatia
Que não lhe cabe na boca... Transborda pelos cantos...
Olhos esbugalhados vomitam o que não querem ver...
Foram tantas as promessas!... Embarcar em viagens...
Divinas viagens ao encontro da felicidade... Viagens
Em que o prazer, a satisfação, emoções mil seriam reais...
Garantia de poder planar acima das misérias do mundo,
Nas asas do sonho ser livre de tudo...
Juras de poder alcançar o arco-íris e descer por ele,
Como se desce por um tobogã!... Tocar estrelas...
Promessas de poder, ter a supremacia individual
Sobre os medos interiores, então, sorrir para a vida...
Mas a luz se apagou, a escuridão amedronta!...
Não há mais forças para lutar, tudo está dominado,
As vontades subjugadas, não há mais o calor do sol
Para aquecer o frio, que envolve a alma...
O que foi jura virou tortura, decepção, opressão,
A felicidade saiu pela porta, pela falta de opção...
Os vôos foram suspensos, de asas quebradas,
Pobre criatura, infeliz que não soube dizer “Não”.
Produto da mentira, não é mais nem sombra do que era...
Agora é rastejar, andar por becos onde
O que ficou foi a dor, o desamor, a falsidade.
Do que jamais foi certo, apenas, a mentira,
O engano para aprisionar a alma, a vontade,
Torcer e matar as esperanças, os sonhos...
O pó que te fez poeira, escravo!...
Apagaram-se as luzes, o sol não brilha mais!...
Ouço teus ais, vejo a tua agonia, sinto horror...
O que posso fazer por ti?... Vamos!...
Quero que acredites que podes, que
Ainda há tempo... O caminho é difícil,
Mas no final do túnel vais poder ver
A luz da vitória, o quanto é maravilhoso
Sentir que a única felicidade está
Em ser consciente, em ter o domínio
Sobre si mesmo... O mistério está em ti,
No teu querer se libertar!...
Ser por ti e por mais ninguém...
A droga Mata, não morra...
Levanta e anda pra longe dela...
Tu podes...

07/10/2009
22h27min
============================
52
DIGA NÃO AS DROGAS
Vestidos de pura agonia
Triste véu cobre lhes o olhar
Tremulas mãos tentam em vão
Rejeitar ....e dizer não
Pois tomados estão...
Pelo pó da perdição
Vivem a mercê da sombria dependência
Pagando o preço com a própria vida
Para homens sem coração...
Diga não!!!!
E mude o rumo da história da sua vida!!!
Um futuro radiante te espera
E sorri para você!!

GRAÇA ARAUJO
============================
53
EU NÃO SOU CARETA!
Celina Miranda.

Sou normal!
Quem é usuário de drogas
É doente
Porque quem usa drogas
Já foi provado cientificamente
Que é uma doença
As drogas é a pior doença do século
É a maldição que assola
Os nossos adolescentes...

O lar que tem um doente drogado!
Sofre junto com ele
Todos da família sofrem demais
Chega a abalar a estrutura familiar
É o maior sofrimento
Para os pais e irmãos...

Eu posso dizer sem medo!
Muito menos
Com vergonha
Sofri na alma essa dor
Como navalha cortando a carne
Espedaçando e dilacerando
Meu coração...

Meu irmão foi drogado!
Perdeu tudo
Todos da família
Esposa e filhos
Bens materiais
Ficou na mais estrema miséria
Ficou irreconhecível...

Meu filho foi drogado!
Até pouco tempo atrás
Roubava da família
Tudo o que ele conseguia
Eram tudo para as drogas
Vendia até a roupa do corpo...

Foram dias de angustias
Intermináveis
Mas não desistimos deles
Nessa hora é primordial
Todos da família ficar ao lado deles
Eles caem em profunda depressão...

Meus pais antes de partirem!
Pediram para os seis irmãos
Nunca desistam dele
E que orássemos todos
Em correntes de orações...

Meus irmãos moram em vários estados!
Mesmo cada um em suas casas
Orávamos sem cessar
Não deixava-mos
A corrente de orações pararem
Essa era a dedicação de todos os dias
Durou algum tempo...

Mas com a ajuda de Deus!
Muitas orações
Conversações com eles
Todos os dias
Passando animo amor e coragem
Que estava-mos ali para ampará-los
Faz algum tempo
Que estão sem drogas
Dando palestras
Para outros usuários...

Nunca mais poderão dizer!
Nos nunca, mas usaremos drogas
Sempre repetem mais um dia passou
E estamos limpos
Não estão usando drogas
Eles sempre continuarão
Lutando contra as drogas
Sem estarem drogados...

Só conseguem deixar!
Por um grande amor
Ou seguir uma religião
Independente, qual seja
Só Deus consegue libertá-los...

Foi nessa época de total sofrimento!
Que eu escrevi drogas malditas.

Celina Miranda.
09/10/09. - SC.

*************

DROGAS MALDITAS...
Celina Miranda.

Quando a vi pela primeira vez,
Ela estava cercada de pessoas.
Todos pareciam estarem extasiados de prazer...
Queria saber,
Por que todos se encontravam naquele estado.
Olhei de longe e pensei:
O que os levou,
A se apaixonarem por ela,
Como se estivessem hipnotizados?

Minha curiosidade de adolescente foi crescendo.
Não consegui me afastar.
Fui me aproximando cada vez mais,
Quando percebi estava no mesmo estado,
Daquelas pessoas extasiadas de prazer...

Foi à maldita curiosidade que me atraiu,
Para eu chegar onde estou.
Confesso que fui cega por ser curiosa,
E essa curiosidade me traiu.
Já tentei de tudo para me afastar dela.
Faço juramentos para mim mesma...
Não consigo cumprir,
Juramentos nem promessas...

Quando estou sóbria repito muitas vezes:
“Nunca mais vou usá-la”
Mas consigo no máximo,
Ficar longe dela três dias...
Não tenho mais palavra,
Dignidade nem hombridade, personalidade.
Ela tirou tudo,
Até a vida ela roubou de mim...

Se não tenho dinheiro para comprá-la,
Roubo dos meus pais, tudo o que vejo pela frente.
Na hora não penso em nada,
Só penso nela, em poder usá-la.
Minha alma e meu ser,
Não me comandam mais.
Vivo pela necessidade química
Que tomou conta de mim...

Estou no fundo de um poço,
Que não tem fim.
Sou um trapo humano!
Virei à escória desse mundo.
Ela é a pior desgraça da humanidade.
Destrói a vida de um ser humano.
Depois que caí nas garras dela
Sinto-me fraca, sem vontade de viver!

Comecei usando maconha,
Deixava-me calma e serena.
Depois de algum tempo,
A maconha não me satisfazia mais.
Ela é o trampolim,
Para outras drogas mais maléficas.
Com o tempo passei a usar cocaína.
A cocaína é o pior trampolim,
Que existe no mundo das drogas...

O tempo foi passando...
Não morava mais em minha casa.
Fui para as ruas,
Onde eu podia roubar com mais facilidade.
Tudo o que eu conseguia,
Era para as malditas drogas...

Virei uma adolescente,
Que não tinha teto.
Vivia no meio dos lixos,
Em busca do que comer.
Perdi contacto com a minha família.
Vivia nas ruas,
Em busca de drogas,
Mais fortes que a cocaína.
Foi aí que apareceu o crack,
E eu comecei a usar...

A essas alturas,
Percebi que seria meu fim.
Andava maltrapilha e suja,
Virei uma mendiga das ruas.
Era estuprada por outros usuários,
Por causa da mesma droga maldita.
Nada mais me importava,
Já tinha perdido tudo na vida...

Ao anoitecer desse dia.
Fumei crack até o amanhecer.
Quando vi os raios do sol,
Brilhando no meu rosto sujo e desfigurado.
Percebi que estava,
Nos últimos momentos da vida...

Antes de partir, cai em mim e pensei:
“As drogas vão me matar”
Me arrependi de tudo que tinha feito.
Pensei na vida que tinha antes,
E comecei a chorar.
Lagrimas banhavam meu rosto sujo.
Era tarde demais para voltar atrás...

Depois de tanto tempo voltei a mim,
Antes de dar os últimos suspiros.
Olhei para o infinito, lembrei de Deus.
E de todos os ensinamentos,
Que eu aprendi com meus pais.
Que existe um Deus vivo,
Que perdoa todas as nossas fraquesas.

É o Deus do impossível.
Que transforma a vida,
De cada ser humano que se arrepende...
Continuei olhando para o infinito,
Lagrimas brotavam,
Abundantemente na minha face desfigurada.
Clamei a Deus e pedi perdão,
De todo o mal que causei,
A mim, e aos meus pais.
Nos meus últimos suspiros,
Tive certeza que Deus me perdoou...

Pensei:
“Vou deixar meu depoimento rabiscado perto de mim”
Quem achar esse depoimento faça-me um favor...
Colem esse depoimento que eu escrevi,
Para que muitos adolescentes não caíam,
Nas profundezas das drogas,
Como que eu cai...

Com certeza quando acharem esses rabiscos,
Não estarei mais aqui.
Meus amigos e adolescentes leiam,
Com profundidade e seriedade.
Tudo o que eu escrevi...
“Para que vocês”
Não cometam o mesmo erro que eu cometi...

Celina Miranda
30/03/2006 - SC.
==============================
54
Embriaguez
(2006)

© Dalva Agne Lynch

Esta sensação de fundo de garrafa
de estafa, cansaço, vazio
de frio, bem na boca do estômago
e não há ninguém por perto
que por certo entenda
o sentido se me esvai
levando-me a essência
fica a ausência
até mesmo de mim
e eu mesmo não sei
não me pergunte, não sei
só sei resvalar no vazio
no frio, no cansaço, na estafa
no fundo vazio da garrafa...
========================
55
Não! Às drogas!
Lizete Abrahão

Uma criança brinca, cheia de encantos
Das lendas, mitos, seio de mãe e amor;
Manhãs são como novos sonhos em cantos,
Na tarde acordam sede sem nome e dor.

Jamais pensadas, foge-lhes a menina,
Sonhando ser autora do seu destino,
Esmurra o mundo, quer ser dele heroína,
Mergulha fundo e perde-se em desatino...

Nos braços da coragem falsa, o menino,
Em busca de um lugar ao sol da esquina,
No templo que seduz, ora ao deus ferino,
Está traçado o chão; no pó a cortina...

E o vil satã se espalha em longas misérias,
No inferno da loucura a criança joga,
Lacera-lhe as cirandas e as artérias,
Na volta, mata aquele que dó lhe roga...

Morreram os sons das cantigas de rodas!
Meu grito escutem, ó homens: NÃO, ÀS DROGAS!
==========================




56

Droga da Ilusão

Marilda Conceição


Triste sina!
Quem faz uso dessa droga que alucina
passa pela vida sem viver,
se consome , se destrói.
Perde os sonhos,
já não sente amor, nem emoção.
Maldita drogra da ilusão!

Vida vazia, sem rumo, sem sentido.
Triste ser vagando na escuridão.
Corpo sem energia,
mente em desatino,
alma sem alegria.
Droga!
Maldita droga da destruição!



===================

57

DROGA ...ENGANAÇÃO

Ela chega de mansinho,
Vai pelo quarto quietinha,
Não faz nenhum barulhinho,
não assusta criancinha
procura lugar escondidinha!
Com ar de um inocente anjinho
Leva quem encontra no caminho;
Nenhum “pré conceitozinho”,
Pisa todo o "crentezinho"!
Impõe presença constante.
Quem a encontra lhe é fiel,
sentimento de confiança,
Pensa que ganha poder,
Pensa que ficou alegre,
que agora é mais corajoso;
Não demora vem a surpresa:
mostra-lhe o amargo do fel,
Fecha-lhe as portas do céu,
Leva para um canto do inferno.
É morte pra família toda,
Que vê a vida despencar.
O anjo ensina o roubo,
O caminho do assassinato,
O caminho cruel da violência,
Que não diferencia amigo;
Laços familiares cortados,
Jogados, tripudiados...
O anjo que aparece e assedia,
É a droga em todas as formas.
De anjo e bondade nada têm.
É a morte, a dor, a tortura,
Que não tem nome; é droga.
E droga é inútil, sem serventia.
Erva daninha que aparece,
Que sem nome se apresenta,
Que dever ser extirpada,
Antes que tome conta da roça,
Antes que o mal cresça.
Arranquemos essa droga
da nossa plantação de trigo.
Na plantação de Amor
Não há erva sem nome
Ou, que se chame droga
Ou, alcunhas: álcool, cigarro,
Não, não quero droga nenhuma!

Marlene Vieira Aragão

======================

58
DROGA... ENGANAÇÃO

Ela chega de mansinho,
Vai pelo quarto quietinha,
Não faz nenhum barulhinho,
não assusta criancinha
procura lugar escondidinha!
Com ar de um inocente anjinho
Leva quem encontra no caminho;
Nenhum “pré conceitozinho”,
Pisa todo o "crentezinho"!
Impõe presença constante.
Quem a encontra lhe é fiel,
sentimento de confiança,
Pensa que ganha poder,
Pensa que ficou alegre,
que agora é mais corajoso;
Não demora vem a surpresa:
mostra-lhe o amargo do fel,
Fecha-lhe as portas do céu,
Leva para um canto do inferno.
É morte pra família toda,
Que vê a vida despencar.
O anjo ensina o roubo,
O caminho do assassinato,
O caminho cruel da violência,
Que não diferencia amigo;
Laços familiares cortados,
Jogados, tripudiados...
O anjo que aparece e assedia,
É a droga em todas as formas.
De anjo e bondade nada têm.
É a morte, a dor, a tortura,
Que não tem nome; é droga.
E droga é inútil, sem serventia.
Erva daninha que aparece,
Que sem nome se apresenta,
Que dever ser extirpada,
Antes que tome conta da roça,
Antes que o mal cresça.
Arranquemos essa droga
da nossa plantação de trigo.
Na plantação de Amor
Não há erva sem nome
Ou, que se chame droga
Ou, alcunhas: álcool, cigarro,
Não, não quero droga nenhuma!

Marlene Vieira Aragão
=================================
59
DROGAS TO FORA
Marco Antônio

Que draga são as drogas, uma vez usada não há mais retorno
Sabe; é muito fácil entrar, mas para sair como é complicado
Aqueles que por uma triste aventura entrar nesse mundo imundo
Terá a vida toda pra se arrepender.

Se alguém um dia lhe oferecer um baseado de maconha
Diga não...
Se lhe oferecer um pó branco chamado cocaína
Diga não...
Ainda se lhe oferecer uma pequena bolinha
Conhecida como crack, diga não...

Por que é melhor ser chamado de careta,
do que ser tachado de drogado ou viciado.
Então é bom sempre se lembrar dessas palavras
E dizer para quem nos oferece,
drogas tô fora...

Marco Antonio
============================
60
NÃO ÁS DROGAS, SIM AO AMOR

O não às drogas deve começar
na capacidade de cada família amar.
A maior razão desse furacão
está na desintegração do seio familiar;
na falta de diálogo e no tempo que não dá
para pais e filhos enxergarem
além da TV, da sobrevivência
e das suas individualidades
o que é mais prioridade...
E vai por por ai cada um pensando e, si
e o jovem indo buscar a superação
do seu vasio interior, muitas vezes,
nos amigos, fontes talvez, dos perigos.
Depois de na onda entrar
difícil é a força para lutar
e chegar a superar
esse submundo imundo,
essa perfídia sem par
que já levou tantos jovens
a sucumbir no lamaçal,
e lá, no fundo do poço
difícil será o retorno.
É preciso conscientizar,
e, no amor, ir buscar
a grande solução
para esta alienação.
São valores antagônicos,
quando um chega, o outro sai.
A droga é desamor,
o não às drogas é o amor.
Jovem amado,
jovem não viciado.

Ninita Lucena
Natal-Rn
============================
61
O VÍCIO ESCRAVIZA
*Emiele*

Flores esparramadas no alvo linho da toalha
testemunhavam que ocorrera ali uma cruel batalha
entre a loucura e sanidade.
Entre se conhecer e se esconder...
Entre o ser e deixar de ser...

Ah, droga ou bebida maldita!
Quando será exterminada sua maldade
oculta nas taças e brindes de falsidade?
Quando terá fim por sua causa,
o sofrimento e destruição de tantos lares?
Quando acabará enfim, tanta desgraça e mortandade?

Oxalá adormeçam nos porões seus tonéis de veneno!
Pois o que para uns leva a um prazer pequeno,
para outros, leva à alucinação...À criminalidade...
À desorganização familiar... À desunião.

Como vítima deste vício infernal prefiro a sobriedade dos ''caretas''
à tagarelice e falsa alegria dos beberrões que não acreditam
estarem subjugados, dominados e escravizados.
Sob efeito das drogas e abastecidos de coragem
e poderio, se tornam prepotentes,
E ninguém lhes convencem que estão enganados.

Mas em seus lares há marcas do fracasso.
Nas suas relaçoes já não existem laços.
Na expressão dos seus olhares, há fadiga.
No seu sangue, coração e fígado, há degeneração.
Na sua carreira e profissão, há estagnação.
Em tudo há só marcas de destruição.

Desperta, alcoólatra ou químico viciado!
Não há mais tempo, estou alquebrado... Dirá.
Engana-se! O tempo é agora.
Liivre-se deste vício e farsa.
Ainda há tempo para sua recuperação.
Para o despertar dum novo homem.

E ainda que já tenha perdido familia, trabalho, amigos,
não há nenhuma lápide com seu nome escrita: Aqui jaz!
Resta-lhe o divino sopro de Vida...
Com vida, saúde, fé e determinação, tudo mais reconquistará.
E ao reencontrar seu elo perdido, em paz viverá.

Vença seu vício, jovem-homem ou jovem-mulher!
Luta com furor contra seus próprios fantasmas!
Desse fantasma e fraqueza, desencalha!
E ao vencer a si, vencerá a mais nobre e árdua batalha.


Belo Horizonte - 20/05/2007 - 23 :50 horas.
Respeite a autoria ao divulgar.
Dedico este poema a tantos jovens e adultos
que vivem pelo dominados pelos vícios.
=============================
62

Não as Drogas
Nancy Cobo


Não, Drogas não,
quero acordar e saber que existo
que tenho coragem
para enfrentar os problemas.
Vamos juntos numa só voz
dizer não as drogas
assim teremos mais famílias unidas
para conseguir reerguer
as famílias que se destruiram
por causa desse vício insano.
Sim, um vicio que leva a morte.

Quantas familias choram a perda
de um filho, de um ente querido,
de um amigo, que se acabou
mergulhado nesse mundo escuro.

Olhe para dentro de voce
e encontre a força que existe
e diga NÃO as drogas
e SIM para VIDA.
============================
63
NÃO! ÀS DROGAS
Cássia Vicente

Fumar um baseado, cheirar um pó,
impregnar suas veias de ilusão,
pode te tirar a verdade que te bate a porta?
Não!!!
Pode te levar a alguns momentos de fuga, de ilusão,
pode até pensar que dá uma ajudazinha o tal barato,
que é só pra estar na moda, que quando quiser cai fora...
Ácida ilusão, mais cedo ou mais tarde a real bate na sua porta,
e você terá que "abrir ou abrir".
Pode estar ainda com as chaves na mão, ou pode ter que deixar
que arrombem a porta.
Pode conseguir um quarto, um carinho, ou pode se deixar cair numa
cela imunda.
Te pergunto: Vale a pena curtir o tal barato?
Encarar a real, a verdade de sua vida é o caminho, porque
um dia vai ter que bater de frente, e mais fácil será de cara limpa.
Sofrer, quem não sofre? desilusão, quem não tem? agora,
ser covarde e fugir pra um mundo de ilusão é pura ilusão.
Diga Não hoje pra não precisar delirar Não depois.
============================
64
Para sua Salvação

Amigo venho aqui
Pedir a sua atenção
A mensagem que te trago
É pra sua salvação
A droga é um veneno
E assim vou te contar
Afaste-se da droga
Para você se salvar.

Amigo então me conte
Que você já aprendeu
Que a droga é muito ingrata
E amigos já perdeu
A droga é um caminho
Que não tem volta não
A droga é um pecado
Que se comete sem perdão.

E assim pra terminar
Amigo quero te dizer
Meu recado já foi dado
E só depende de você
A decisão é sua
Pra você então tomar
Afaste-se da droga
Pra você se salvar.

(Letra: Rodrigo Cézar Limeira)
============================
65
VOCÊ ACHA LEGAL?
Itana Goulart

Ver o mundo colorido?
O eterno "arco Iris"?
Lembra do que fez ontem?
NÃO!... Ficou naquela "viagem"...
Aqueles que te amam
que só querem seu bem
magoou,pisoteou,xingou,
espancou,até roubou...
P'ra poder drogas comprar...
Ninguém quer lhe podar,
todos querem lhe ajudar...
Mas você não consegue enxergar
Seu negócio é se drogar e "viajar"...
Fugir do mundo real,
que você julga não ser o ideal...
Se drogar em nada mudar...
Nessa "viagem" infernal,
o bilhete é só de ida...
A decadência e a morte,
são o destino final...
Ser "careta" é ser normal
Ser drogado..........
O QUE É AFINAL???

rj,10/10/2009
============================
66
"Pare, enquanto é tempo, enquanto há tempo!"
Caminho de volta

Cegou-me o brilho falso da euforia
que ainda me persegue e ludibria,
mesmo estando mortas minhas emoções,
soterradas nos frios palcos da ilusão.
Ainda me lembro da força das palavras
que me induziam e não tentei calar...
Hoje, fracas e desacreditadas,
outrora ouvidas e sagradas
persuadindo-me à caminhada
em dúbia direção...
Palavras mal ditas; malditas palavras.
Embora cega, tateio o caminho de volta,
após as derrocadas, em meio a turbilhões;
sigo meu coração
que ainda pulsa, concede-me a Vida,
norteia-me às entristecidas raízes
que mantive afastadas, esquecidas,
procurando, em vão, ser feliz.

Carmen Lúcia Carvalho
============================
67
DROGAS
OlgaMatos
13/10/2009

Desde o ventre aprendi
pisar firme sem temer,
escolher o meu querer,
sem esfolar o nariz!

Rei do meu próprio pedaço
trabalho e ganho meu pão
faço meus versos e canto
mando, faço e desfaço!

Orgia me chama à noite
dias passam sem me ver
acordo morrendo de sede,
quero beber, vou à fonte!

Gaiatas pulam as sombras
invadem o meu violão
amarram meus pés e mãos
e arrasam os meus sonhos!

Antes bebia e ria ,
tinha grana pra comprar
hoje doente ... caído...
e sem grana, sou um nada!

Só me resta este fio
duma voz que já se esvai,
pra dizer a quem me ouvir:
não vale a pena drogar-se!

"As pessoas , com ou sem motivos, deixam de se encontrar, mas nenhuma força é suficientemente forte para apagar a lembrança daquelas que foram o motivo de momentos felizes."
www.poetasdelmundo.com
http://www.notivaga.com.br/mpa.asp?autor=OlgaMatos
============================
68
VENHA LIBERTAR SUA ALMA

Vem amar viver sonhar
Sorver o amor em gotas
Sorrir sem medo de errar
Andar cheio de luz e força.
Venha libertar sua alma
Esquecer as dores e angustias
Deitar nas plumas da felicidade
Conhecer o amor e a luz.
Deixe a paz lhe tomar a mente
Apague as ansiedades presentes
No seu coração e dos olhos também
Vibre na leveza do amor e do vento.
Siga entre as multidões em paz
Levando nos lábios um sorriso
No rosto as marcas da felicidade
De viver e vencer na vida.
Nunca olhe para trás
A melancolia é algo bisonho
Machuca sem ser notada
Apaga do peito o sonho.
Não fique estacionado no escuro da vida
O amor está ai abrace-o seja destemido
Não deixe para amanhã Deus é seu guia
Você é perfeito siga o caminho seja feliz.
Liberte-se dos mares das incertezas
Você nasceu com a missão de vencer
Entre em sua alma e veja quanta beleza
Deus preparou gratuitamente para você.

Luiz Gonzaga Bezerra
============================
69
"NÃO ÀS DROGAS"
Eliete A. S. Bezerra.
Eliestrel@*

Vejas bem o que vou te dizer...
Isto não é conselho,
Apenas olhes em tua volta, existem espelhos...
Nos quais teu futuro podes prever.

O que ora te digo...
É pra que não partas mais cedo,
Seja pro inferno ou paraíso...
E tua missão não cumpras, tenhas juízo.

Pares e olhes p'ros que te amam...
Quanto os fará sofrer neste teu engano?
Não caias no conto da droga, enriquecendo os bandidos...
Senão teu futuro será pesadelo incontido.

Vamos! Não caias nesta arapuca...
Pois a mesma deixa a ti e aos teus na sinuca,
Peças ajuda aos teus familiares e amigos...
E venças esta batalha, antes que vires detritos.

Penses apenas o quanto estás a perder...
Se no caminho das drogas fores viver,
O final da estrada não é preciso que eu conte...
É preciso que a ti mesmo te confrontes.

Vem! Que te chamo ao futuro...
Onde a te esperar está o grande, o tudo,
Se disseres não as drogas...
Jamais serás lembrado, de alimento aos infortúnios.

Eliestrel@*

============================

70

O Jogo da Droga
Sara Rafael

Deixem-me fumar o meu tabaco. Em paz.
Que me importa que a cocaína e a heroína sejam importantes para a Alta
Finança, para os partidos políticos, para as armas, para a guerra, para a política.
Se o consumo das drogas pesadas aumentou 70% desde que vocês proibiram
o tabaco, vocês estão a atingir os objetivo. Parabéns óh "iluminados".

Fiquem com esse dinheiro criminoso. Eu fico com o meu pequeno cigarro. Vocês ficamcom muito pouco do imposto do tabaco, eu sei. Mas não quero pagar mais do que isso. No meu dinheiro mando eu.

E caia a vossa máscara da "preocupações" com a saúde das populações.
Dêem médicos ao povo para se tratar. Dêem meios aos médicos para cuidarem
do povo. Paguem ordenados decentes aos profissionais de saúde. Não os
obriguem a emigrar para sustentar os filhos.
Tirem os militares do Afeganistão a proteger a cultura do ópio. Invistam esse
dinheiro nos cuidados de saúde do povo.

O jogo do tabaco e da droga é oculto, é uma parada alta e faz muitas vítimas inocentes.Que me importa se vocês preferem lavar dinheiro em offshores.
Quero o meu dinheiro seguro na banca.
Prefiro fumar do que ser roubada por máscaras obscuras sem cara.
Prefiro o tabaco do que morrer de overdose por testas sem ferro nem moral.
Na minha saúde mando eu.

Lisboa
17/10/2009

===================

PARA LER TODOS OS AUTORES CLIKE NO SEGUINTE ENDEREÇO:

http://susiesun.ning.com/profiles/blogs/nao-as-drogas-participe-rap


===================


===================

Quando querem transformar
Dignidade em doença
Quando querem transformar
Inteligência em traição
Quando querem transformar
Estupidez em recompensa
Quando querem transformar
Esperança em maldição:
É o bem contra o mal
E você de que lado está?

(Renato Russo)


Disciplina é liberdade;
Compaixão é fortaleza;
Ter bondade é ter coragem.

(Renato Russo)


Quem pensa por si só é livre e ser livre é coisa muito séria.

(Renato Russo)



By Susie Sun - Photoshop Work & Photos

Scan Online:

Real Time Virus Repporting:

Virus Info:

Virus Map:

ZEITGEIST : ACORDE!

ver em tela ampliada clike no quadrado no menu abaixo do filme ou no google: Link : ZEITGEIST LEGENDADO Para quem está percebendo que o sistema como se encontra não é mais adequado e para os que desejam despertar ou estão despertando, este filme é uma excelente luz inicial para uma diferente direção (LEGENDADO EM PORTUGUÊS).

Buddha Bar - Rumi Poem by Deepak Chopra and Demi Moore

Fractal Soul (Susie Sun) - Voice by Bruce A. Mc Mahon

MINHA ALMA FRACTAL - Susie Sun

UNIVERSOS PARALELOS - Emocionante filme científico - BBC

ZEITGEIST


Filme Imperdível! Básico pra quem se considera "pensante" e está insatisfeito com a posição de simples gado, tem solução sim!(legendado em Porutuguês)



Endereço do site (na entrada, no menu inferior você pode escolher o idioma que deseja ler). Clique no link abaixo ou copie na barra de seu navegador:
http://www.thezeitgeistmovement.com/

.

Às portas de uma nova percepção - O PONTO DE MUTAÇÃO

VERDADE, ILUSÃO OU MENTIRA ?

A Desert Rose

Desert Roses

Desert Roses
http://www.youtube.com/watch?v=WVuY9u-G26k